- Por Karina Hollo

Quando seu estilo de vida causa queda de cabelo

A perda de cabelo - especificamente, a alopecia de tração, que inclui fazer escova e rabos de cavalo - pode literalmente acabar com a sua cabeleira?

Bailarinas sofrem. E mulheres que vivem de rabo de cavalo, tranças e coques desde crianças também. Se esse for um hábito frequente, o cabelo passa a sofrer com a tração e corre o risco de cair. Será que é o seu caso?

Penteado sorrateiro

“Os penteados podem causar esse efeito, principalmente aqueles que são bem presos – bem presos mesmo – próximos da raiz. Entre eles, o coque e o rabo de cavalo”, avisa a farmacêutica bioquímica Marcela Buchaim. O ato de puxar gera um estresse repetido no couro cabeludo!

“A alopecia de tração é causada por qualquer coisa que puxe o cabelo, prejudicando a raiz. E pode levar a cicatrizes e perda permanente de cabelo.” É um processo que geralmente leva anos. “Aquelas crianças que desde pequenas usam os cabelos presos apertados, diariamente, podem ter a queda por tração e cicatrizes. Se você lesar a região do bulge, região das células-tronco, o folículo piloso acaba morrendo. Não nasce mais o fio naquela região.”

Escova todo dia

Puxar os cabelos com a escova com força repetidamente também é um risco. “Por isso, sempre indico deixar para pentear o fio quando estiver úmido. O fio extremamente molhado fica sem duas pontes: as iônicas e as de hidrogênio, fica mais sensível e pode se romper.”

Vale ainda lembrar de começar pelas pontas, para desembaraçar. Depois do meio para as pontas. E, por último, penteie da raiz até as pontas. Quem faz escova diariamente, principalmente na franja, puxando muito os fios, pode desenvolver alopecia de tração também.

Sinais de alerta

Vermelhidão, dor, irritação, sensibilidade do couro cabeludo e cabelos quebrados em torno da linha do cabelo são sintomas de que algo está errado. Além disso, usar extensões também pode causar alopecia por tração. “Acontece que é o cabelo que está segurando a extensão. Muitas mulheres apresentam ainda inflamação e dermatite por conta do uso da extensão, o que pode provocar a queda.” Lembre-se: se as células do bulge forem lesadas, o fio não cresce mais.

SHOP: Shampoo Anticaspa Bioderma Nodé DS+ Intense

Rotina de cuidados

Não prender o cabelo com muita força próximo da raiz, tentar fazer um coque mais frouxo e intercalar: um dia cabelo preso frouxo e no outro solto. “O couro cabeludo é composto por células vivas e sensíveis, mais ainda do que a pele. A esfoliação periódica é importante para oxigenar e retirar as células mortas. Mas nada de fazer diariamente, pois retira a camada protetora do couro cabeludo”, alerta Marcela.

SHOP: Tratamento Esfoliante Keune So Pure

Plano de recuperação

O ideal, se você tem mesmo um problema de alopecia, é procurar um tricologista para analisar o couro cabeludo e os fios. “Além das dicas, existem tratamentos específicos, como usar produtos com fatores de crescimento, que são soluções para prolongar a fase anágena do cabelo”, finaliza ela.