6 razões para lavar o cabelo

Duas vezes por semana, dia sim, dia não, todos os dias… a frequência de lavagem virou assunto inclusive entre as celebs. Mas continuam existindo boas razões para lavar o cabelo.

Os especialistas são unânimes: não dá mesmo para fugir do chuveiro. A importância do assunto vai muito além dos intervalos entre a espuma. Colocar a cabeça debaixo da água é indispensável! Verdade que exagerar pode maltratar os fios e eliminar sua umidade natural, dependendo da textura do seu cabelo. Mas lavar de menos pode deixá-lo cheirando mal e até causar queda. Confira 6 boas razões para lavar o cabelo.

1. Higiene básica

Existe uma “microfauna” na sua cabeça. O sebo, que é o condicionador natural dos cabelos, é constantemente eliminado pelas glândulas sebáceas no couro cabeludo e nos fios – e vai se acumulando, sem lavagem. Isso pode deixar o cabelo oleoso e, pior ainda, servir como fonte de alimento para microfauna que ali vive, levando à caspa e, em casos extremos, até queda de cabelo.

Além disso, resíduos de produtos também vão entupindo os folículos e deixando os fios pesados (evite aplicar o leave-in e protetor térmico no couro cabeludo, deixe uma distância de cerca de 4 dedos para baixo. Se não, corre o risco de sofrer com mais oleosidade).

Resumindo: lavar o cabelo é higiene básica dos fios e do couro cabeludo! “O fio começa no couro cabeludo. Se essa região não for bem tratada/cuidada, pode prejudicar seu crescimento. Ele demora mais para crescer, pode cair, ainda mais se tiver com fungos e ocorrer a descamação”, alerta Marcela Buchaim.

2. Cabelo saudável começa na raiz

Uma vez que a pele se renova aproximadamente a cada 28 dias, o acúmulo de células mortas pode crescer demais se você não lavar o couro cabeludo. Já foi inclusive mostrado por estudos que lavar o cabelo reduzir o nível do hormônio do estresse (cortisol) nos folículos pilosos e este hormônio tem sido associado com o aumento da queda de cabelo feminina.

Algumas mulheres comentam que têm medo de ver os fios indo pelo ralo no chuveiro. Mas é normal cair cerca de 100 fios diariamente – mais 100 crescem de volta! Quanto mais você demorar a lavar, mais fios vai ver cair. “Quando o folículo, que fica no couro cabeludo, é bem oxigenado com uma boa massagem, e é mantido sem resíduos, com a aplicação correta dos produtos, como shampoo e condicionador, consegue absorver melhor os nutrientes. E melhorando a oxigenação o cabelo cresce”, completa Marcela.

3. Skincare capilar

Os fios e o couro cabeludo precisam de cuidados assim como a sua pele, sabia? Bem, você sabe o que acontece quando você não lava o rosto – e o mesmo vale para o seu couro cabeludo. Shampoo seco, por exemplo, absorve o óleo, mas não o remove, podendo deixar o cabelo seco demais.

E esse resíduo, junto com a pele morta no couro cabeludo, e resquícios de produtos para cabelo, como óleos e estilizadores, precisam ser limpos, caso contrário podem bloquear folículos e levar à inflamação. Vale procurar por resveratrol e antioxidantes nas fórmulas de shampoos. “Você vai renovar as células.

Então, funciona como um skincare capilar”, fala a expert. “O ritual retira as células mortas, estimulando a renovação e a produção de colágeno, pois aumenta a vascularização”, explica Marcela.

4. É o primeiro passo da escova perfeita

Lavar, inclusive, é o primeiro passo para uma escova linda. Usar o shampoo direito para seu tipo do cabelo restaura e prepara o terreno para a escova. Se você tem cabelos finos, um shampoo volumador limpa e garante leveza, enquanto um shampoo para cabelos cacheados hidrata e reveste a cutícula para evitar o frizz.

E tem um jeito certo de lavar! Aprenda com Marcela: “Como você nunca vai achar um shampoo que lave bem o fio e o couro cabeludo ao mesmo tempo, o truque é usar no couro cabeludo um shampoo mais para o transparente e nos fios, um que ofereça mais emoliência (perolado), principalmente se for para um cabelo ressecado nas pontas. A temperatura da água deve ser de 25 graus para baixo, para não estimular as glândulas sebáceas a produzirem mais sebo”.

Ah! Ao não puxar o cabelo molhado na hora de escovar, por exemplo, você minimiza o alongamento do eixo do cabelo, o que o torna mais fraco.

5. Mantém a cor

Quando você colore ou faz luzes, quer que o tom do salão dure para sempre! Bem, os coloristas têm uma relação de amor-ódio com o shampoo. O errado pode destruir a cor, mas com o certo pode trazer benefícios. Se, falar que, se librando do óleo, os fios ficam mais brilhantes! “Se você lavar o cabelo na água muito quente, ele desbota muito mais rápido. Agora, se lavar na água morna, ela vai durar mais. Para os cabelos coloridos, oriento uma linha específica que ajuda a manter a cor viva, como se você tivesse acabado de sair do salão”, acrescenta Marcela.

6. Cuida do fio

Se você escolher o produto certo, não vai corre o risco de danificar os fios. “Vale apostar em shampoo que não retire a camada lipídica da fibra, mais suave, sem sulfato na fórmula, para agredir menos. E as máscaras também ajudam muito”, fala Marcela. Ao invés de culpar shampoo pela quebra, ajuste o seu condicionamento, temperatura da água e frequência de escovação. “Se você lava todo dia, a chave é escolher o shampoo e condicionador certo para limpar o cabelo e o couro cabeludo sem agredir demais. O fator decisivo é se o couro cabeludo produz óleo e suor, e se é propenso a irritação. Usando um ótimo condicionador e minimizando tratamentos térmicos como secagem, babyliss e chapinha também evita quebra e danos.