Vinoterapia: quais seus benefícios para a pele?

Os nutrientes da uva utilizados na vinoterapia garantem firmeza e brilho para corpo, rosto e cabelo

Você já ouviu falar dos Wine Spas? Eles surgiram na França e oferecem diversos tipos de tratamento à base de vinho para a pele e os cabelos. Apesar de já ser uma prática consolidada por lá, a vinoterapia começou a ganhar mais força no Brasil nos últimos meses. Agora, banhos de imersão, massagens corporais, faciais e capilares com os nutrientes das uvas estão disponíveis em várias clínicas de estética e consultórios de dermatologia.

“Ao contrário do que o nome diz, a vinoterapia não utiliza o vinho em si, mas os extratos do processo de vinificação, conhecidos como polifenóis”, explica a dermatologista e expert Dra. Denise Lage. Uma das características da bebida é aumentar a circulação local e, assim, aumentar também a penetração de ativos. Ao usar o vinho em si, o álcool penetrará na pele, o que pode causar irritações, aumento da oleosidade e até piora da acne. Por isso, o tratamento precisa ser feito por um especialista.

Como a vinoterapia é feita?

Existem diversas formas de fazer a vinoterapia em várias partes do corpo. Geralmente, o tratamento começa com uma boa limpeza da área e esfoliação, para garantir que a pele esteja preparada para receber os ativos e absorver todos os benefícios.

Para o corpo, geralmente é feito o banho de imersão ou o uso de bandagens embebidas em vinho quente. O tratamento dura em torno de uma hora. Já no rosto e no cabelo, é mais comum utilizar máscaras e cremes que contêm polifenóis.

esfoliação

A pele deve ser esfoliada antes da vinoterapia.

Quais seus benefícios?

“Um dos polifenóis presentes na uva é o resveratrol, extraído da uva moscatel. Ele tem poder antioxidante, combate os radicais livres e retarda o envelhecimento”, diz Dra. Denise. Os radicais livres são moléculas produzidas no corpo e que são estimuladas por fatores externos, como o estresse, exposição ao sol e poluição. Em excesso, causam envelhecimento.

“Há vários outros benefícios também, como eliminar toxinas e enzimas inflamatórias e melhorar a circulação local”, explica. A melhora da circulação atua no combate à flacidez e até melhora da aparência das celulites.

Os polifenóis também atuam como protetor contra os raios UV, o que ajuda a clarear manchas, e estimula a produção de colágeno, ajudando na tonificação, firmeza e rejuvenescimento da pele. Como remove parte das células mortas, a pele fica mais uniforme, macia e viçosa.

Nos cabelos, o ativo ajuda na reconstrução dos fios, no controle das oleosidade e garante mais maciez e brilho.

pele hidratada

A vinoterapia ajuda na hidratação da pele

Há restrições para fazer a vinoterapia?

A vinoterapia é indicada para peles que precisem de nutrição, renovação e para pessoas que desejem prevenir o envelhecimento da pele ou mais firmeza. Em geral, não há contraindicações, só é necessário se atentar aos compostos presentes nos produtos usados no tratamento para evitar alergias.

No pós, é muito importante reforçar o uso de protetor solar com FPS mínimo 30.

Protetor solar

O uso de protetor solar depois do tratamento é muito importante.

É possível fazer o tratamento em casa?

Apesar de os tratamentos de vinoterapia só poderem ser feitos em consultórios ou clínicas de estética, muitas marcas criaram linhas de produtos  com resveratrol e antioxidantes retirados da uva. Os cosméticos prometem mais firmeza, brilho e redução de rugas. Os resultados são visíveis, apesar de mais lentos e discretos do que os das terapias de consultório.

- Por Maria Clara Serpa