Esfoliação corporal com bucha vegetal

A esfoliação corporal com bucha vegetal está bombando entre as famosas. Quer saber se ela funciona mesmo? A expert Flávia Medeiros conta!

A esfoliação corporal com bucha vegetal é uma prática muito antiga. Provavelmente a sua mãe ou avó já colocou ela em prática. Mas o curioso é que ela voltou com tudo! Celebridades como a modelo Miranda Kerr, e a atriz Gwyneth Paltrow, são adeptas dessa prática.

Quer saber se ela realmente funciona e como fazer em casa? A esteticista e expert, Flávia Medeiros, conta tudo sobre a esfoliação corporal com bucha.

Benefícios da esfoliação

A esfoliação corporal com bucha vegetal é um procedimento físico, que tem como objetivo a retirada de células mortas da epiderme, que é a camada superficial da pele.

“Essas células perdem seu núcleo e morrem a cada 24 a 28 dias, esse processo chamamos de turnover da pele. Sendo assim, qualquer produto que for utilizado terá sua absorção comprometida, já que essas células formam uma barreira, tanto de proteção contra agentes agressores, como também podem dificultar essa absorção” explica Flávia.

É por isso que a esfoliação é tão importante, porque ajuda a aumentar a absorção de qualquer produto que for colocado na pele.

“O ideal é fazer a esfoliação corporal com bucha de sete em sete dias, já que se trata de uma esfoliação física. Ao retirar as células da camada mais superficial da pele, você pode expor camadas mais profundas, o que facilitaria a entrada de agente agressores, como vírus e bactérias”, explica.

Pós-esfoliação

É importante ter alguns cuidados depois da esfoliação corporal, como hidratar ao máximo a sua pele.

“Caso não haja nenhum tipo de lesão, a hidratação pós-esfoliação é o suficiente. Agora, se aparecer uma lesão, faça a hidratação e use filtro solar. Se não houver melhora em 15 dias, procure um médico ou dermatologista”, indica Flávia.

A expert revela que esses casos são raros de acontecer e que costumam ocorrer devido a força na hora de executar a esfoliação corporal.

Evite ao máximo!

Se você tem psoríase ou pele muito sensível, não é legal apostar na esfoliação com bucha. “A psoríase é uma doença descamativa e, nesse caso, o turnover da pele tem tempo reduzido, podendo ser de quatro a oito dias.

Então não é legal fazer! Além disso, pessoas com rosácea ou peles fragilizadas, devem evitar, pois a esfoliação pode causar lesões”, alerta Flávia.

Quem tem problemas de cicatrização da pele, como diabéticos também devem evitar, pois fazer essa pressão pode lesionar a pele e tornar uma ferida crônica.

- Por Aline Marchiori