Tipos de hidratação da pele

Saiba como funcionam os diferentes hidratantes

Hidratação da pele é um ritual básico: protege o organismo das agressões externas e a pele do envelhecimento precoce – principalmente nas temporadas mais frias.

“Para que um hidratante funcione bem, o primeiro passo é saber que tipo escolher”, diz a dermatologista Valéria Marcondes. A médica explica a seguir tudo que você precisa saber sobre hidratação da pele.

Hidratação por oclusão

Indicada para quem tem pele seca, esse tipo de hidratação reduze a evaporação da água que está na pele. Além disso, essa hidratação é capaz de manter a umidade das camadas mais profundas, graças à presença de óleos.

“Os produtos que utilizam tal mecanismo formam uma barreira protetora, à base de lipídios. Dessa forma, a água fica instalada entre a pele e a camada lipídica, e não consegue evaporar”, explica Valéria.

Hidratação por umectação

Nesse processo, as substâncias do produto retêm a umidade do ar para utilizá-las na hidratação da pele. “Nesses cosméticos, as substâncias mais encontradas são os gliceróis e o D-pantenol, além do colágeno”, explica.

Esse processo pode ocorrer de dois modos, atuando em níveis diferentes, na superfície da pele ou por meio de mecanismos intracelulares (a água é retida dentro das células). “Esse processo é indicado para pessoas com peles oleosas.”

Hidratação ativa

Nesse processo, as emulsões misturam os dois mecanismos anteriores, com uma fase lipídica, responsável por promover a oclusão, e uma fase aquosa, com ingredientes capazes de proporcionar a hidratação.

As peles que mais se beneficiam desse tipo de ação são as normais e secas e, na composição desses cosméticos, são encontrados aminoácidos, ureia e ácido hialurônico, que são considerados hidratantes biológicos e atraem a água para a região.

- Por Karina Hollo