Truque para fazer o desodorante durar mais

Existe um jeito de turbinar o poder do seu desodorante antitranspirante. Aprenda e enfrente os dias quentes sem medo.

Compartilhar:

Seu sonho é ficar protegida do odor da transpiração o dia todo – sem precisar reaplicar o desodorante no meio do dia? O truque vale para antitranspirantes e é garantido!

O segredo

O truque para fazer o desodorante durar mais é aplicar à noite, logo antes de ir para a cama. Parece estranho? Bem, é mesmo. Por que alguém precisaria usar desodorante dormindo? Mas há uma razão. Os antitranspirantes inibem a função corporal normal de produção de suor, devido a um ingrediente ativo – os sais de alumínio.

Esses sais formam um tampão dentro das glândulas sudoríparas, o que retarda a transpiração. Por isso o ideal é aplicar o produto à noite e sobre a pele seca. Aí, os ativos têm 8 horas para chegar onde precisam chegar e agir. E então, de manhã, você não precisará aplicar o desodorante: já estará protegida!

E mesmo que tome banho, o efeito vai continuar pelo tempo indicado na embalagem do produto.

Suar é preciso

O corpo é sábio: a transpiração é uma tática inteligente dele para se autoesfriar e evitar um superaquecimento, que pode detonar o cérebro e o coração. São dois tipos de líquidos excretados por diferentes glândulas sudoríparas. O suor das écrinas não tem cheiro, é composto de água e sais, enquanto que a secreção das glândulas apócrinas, por conter gorduras e proteínas, é contaminado por bactérias e causa o budum. A ação do desodorante é justamente inibir a ação dos bichos. Qual o produto mais adequado? É questão de escolha.

Desodorante comum ou antitranspirante?

Depende se você sua pouco ou parece que caiu na piscina. O desodorante normal apenas mata as bactérias do mau cheiro e perfuma o corpo, mas não diminui a produção de suor. Já o desodorante antitranspirante contém ativos poderosos como sais de alumínio, que regula a transpiração por diminuir a atividade das glândulas sudoríparas. Só quem fica molhado precisa de antitranspirante.

Em spray ou roll-on?

Aí é apenas questão de gosto, pois os dois tipos têm fórmulas parecidas. Muitos homens preferem o desodorante em spray ou aerossol, que mela menos do que o roll-on em contato com os pelos das axilas. Há também os desodorantes que funcionam bem para alguns homens — agem por mais tempo e não vencem —, mas não para outros. Como se diz por aí, é questão de pele.

Como funciona o body spray?

Esses desodorantes podem ser usados no corpo todo — não apenas nas axilas —, como se fossem perfume, e alguns têm concentração mais baixa de substâncias bactericidas. Também não controlam a sudorese excessiva. Como o corpo todo fica perfumado, é bom avaliar a fragrância antes de comprar.

24 ou 48 horas?

Em princípio, esses produtos são formulados para ter efeito duradouro mesmo que não se tome banho. Nós, brasileiros, somos limpinhos (tomamos até mais de um banho por dia), então seu uso é indicado para situações extremas, como uma viagem longa, por exemplo. Como eles contêm doses muito mais altas de ativos antitranspirantes (como alumínio), podem causar sensibilidade ou alergia em alguns homens. Mas é raro.

Quanto mais desodorante melhor?

Como a gente explicou lá em cima, o mau cheiro não está relacionado à quantidade de líquido, mas à maior ou menor presença das bactérias que gostam dos lugares úmidos e quentes do corpo. Tanto que tem gente que sua em bicas (pois sofre do problema chamado hiperidrose) e não cheira mal.

Além dos desodorantes das grandes marcas, há também os produtos que fazem parte das linhas complementares dos perfumes sofisticados, ideais para quem não gosta de misturar cheiros.

- Por Caren Nakashima