Sua rotina de beleza pode contribuir com a sua saúde mental. Entenda

Look são, mente sã: seu ritual diário de beauté traz felicidade, sim. Descubra como tirar proveito deste momento.

É fato: viver a beleza é mais do que buscar o look perfeito e incrementar o nécessaire. Trata-se de uma ferramenta de auto-expressão, o que pode, inclusive, levantar a autoestima em momentos difíceis. A internet está interessada no tema, como prova um recente tópico de sucesso aberto no Reddit, que mostrou o quanto a rotina de beauté já ajudou muitas pessoas passando por problemas de saúde mental.

“Estou sempre mais animada ao provar novos produtos e cuidar mais da minha pele”, escreveu uma usuária da rede social. “Ver a evolução no meu processo de maquiagem é o grande destaque do meu dia.”

“A autoconfiança está intimamente relacionada à autoestima”, fala a psicóloga e coach Chris Vilhena. Segundo a especialista, quanto mais uma pessoa está satisfeita com o seu próprio modo de ser e de estar em suas relações consigo e com os outros, maior a autoestima. O mesmo acontece quando se sente mais realizada no trabalho, na vida social e em família. “E também quando está feliz com a própria aparência. Consequentemente, maior é a autoconfiança”, completa.

O poder da maquiagem

A maquiagem deixa você mais satisfeita com a sua aparência? A sua mente ganha com isso. “Para as mulheres que associam o uso da maquiagem a cuidar da aparência, certamente o hábito de aplicar a make pode contribuir para que se sintam mais confiantes, sim. Não necessariamente pelo hábito, mas por aquilo que ele representa”, explica a psicóloga.

Portanto, se você faz parte do time que quando bate a ansiedade ou a tristeza deixa a make, a hidratação capilar ou a máscara facial de lado, insistir nos rituais podem ajudá-la a sair desse quadro pois, segundo Chris, quando se vê valor nestes momentos em frente ao espelho, investir neles pode contribuir no ganho de mais confiança.

 

E do banho caprichado, da hidratação, da esfoliação…

Outro ponto apontado tanto pelos usuários do Reddit quanto pela especialista é que a saúde mental agradece quando a rotina de beleza preenche o tempo ocioso. “São seis grandes dimensões do bem-estar: físico, social, intelectual, emocional, espiritual e vocacional. Qualquer atividade que vise um ou mais desses aspectos, certamente poderá contribuir a favor da qualidade de vida e do bem-estar”, ilustra Chris.

Os cuidados com a aparência englobam pesquisas sobre produtos e técnicas, comprinhas, interação… O que pode estimular áreas como a social, a intelectual e até mesmo a vocacional, aponta a psicóloga. Quantas bloggers de beleza não encontraram nos tutoriais um modo de superar questões pessoais?

O limite

Mas, e o cuidado com a beleza em excesso? “Não existe nenhum ‘medidor’ oficial que indique um nível preocupação. Mas, quando algo apita ao nos flagrarmos aprisionados à urgência de querer mais, a ponto de descuidarmos de outras importantes áreas da vida, aí sabemos – embora nem sempre queiramos admitir – que algo não vai bem”, alerta a coach.

- Por Felipe Gomes