- Por Monique Abrantes

Guia da Base

A base é a responsável por deixar a sua pele perfeita, com a textura e a cor uniformes e o melhor: com o ar natural de “nasci assim”.

Ela é a responsável por deixar a sua pele perfeita, com a textura e a cor uniformes e o melhor: com o ar natural de “nasci assim”.

A textura mais leve da base confere uma cobertura mais suave e natural à pele e é ideal para quem não tem muito tempo para seguir todas as etapas da make no dia a dia. Com diversos benefícios além da maquiagem, as formulações oferecem proteção solar, tratamento anti-idade, controle de oleosidade, entre outros.

Cada tipo e tom de pele tem uma base para chamar de sua. O segredo está na escolha correta da textura e da cor. Com as dicas a seguir que selecionamos para você, sua pele ficará ainda mais linda e com a beleza realçada.

Qual é o fundo da sua pele?

Cada pele tem um fundo de cor que pede tons específicos de base. Saber identificar essa particularidade é o primeiro passo no momento da escolha. Descubra qual é o seu:

Peles quentes: as veias localizadas na parte interna do punho são esverdeadas; bronzeiam facilmente no sol; ganham destaque com acessórios dourados, vermelhos e laranjas.

Peles frias: as veias na área interna do punho são azuladas; tendem a ficar vermelhas quando tomam sol; ficam realçadas com acessórios prateados, cinzas e azuis.

Peles neutras: elas são uma mescla de todas essas características; não costumam mudar facilmente de cor quando expostas ao sol; possuem uma mistura de colorações de veias; sempre ficam bem com qualquer tipo de cor.

Como escolher a cor da base

Após identificar qual é o fundo da sua pele, chega a hora de escolher a base ideal para ela. Uma dica muito boa é prestar atenção no nome da cor: lá, é possível encontrar indícios do tom ser o correto ou não para você.

Peles quentes: vão bem com bases amareladas, douradas e oliva; algumas marcas usam como recurso as palavras warm (quente, em inglês), tan (bronzeado), olive (oliva), gold ou golden (ouro/dourado).

Peles frias: pedem bases que sejam rosadas e puxadas para o pêssego. Procure por termos como pink ou rosé (rosa), peach (pêssego) e coral.

Peles neutras: para elas, as bases misturam os dois tipos de pigmentos – quentes e frios. A grande dica é investir naquelas que tenham as palavras beige (bege) e neutral (neutro).

Além disso, a forma correta de testar a base é nas laterais do rosto, próximo à orelha. Não teste a base na parte de dentro do punho, já que a pele dessa região é naturalmente mais clara por ficar menos exposta ao sol.

Qual é a melhor base para a pele?

A textura da base também é outra grande responsável pelo efeito natural da maquiagem à pele. Ela equilibra as funções das quais o rosto pode ter em excesso ou não, como a oleosidade e o ressecamento.

Bases líquidas: a mais fluída de todas, são boas escolhas para as peles normais a secas, já que mantém a hidratação de forma equilibrada, dá luminosidade ao rosto e não craquela ao longo do dia.

Base mousse: essa textura mais aerada e leve é a melhor base para pele oleosa e mista. Por serem oil-free, elas controlam a oleosidade e reduzem o brilho do rosto

Base compacta em pó: ela une a cobertura da base com o acabamento mais sequinho do pó. Indicada para peles normais a oleosas.

Base em bastão: essa opção é elaborada com ingredientes mais oleosos e são bastante consistentes. É a pedida para quem tem a pele seca e com mais marcas a serem disfarçadas.

Base em gel: são bastante democráticas por serem indicadas a todos os tipos de pele. De textura bastante leve, que equilibra hidratação sem deixar o toque pesado.

Como aplicar a base no rosto

1 – Existem diversos pincéis de maquiagem para aplicar a base no rosto. Confira o Guia de Pincéis de Maquiagem e escolha o melhor para a sua make.

2 – Se a base for líquida ou em gel, coloque o equivalente a uma ervilha no dorso da mão. Use um pincel próprio ou uma esponja para distribuir a base de dentro para fora do rosto.

3 – Se a base for compacta ou mousse, passe as cerdas do pincel ou a esponja diretamente sobre ela e use a mesma técnica de distribuição das versões líquidas: sempre de dentro para fora com movimentos contínuos.

4 – Caso você tenha utilizado um pincel duo fiber, use as cerdas mais alongadas e macias para dar acabamento com movimentos circulares e uniformes sobre a pele.

DICA PROFISSIONAL DA BELEZA: se a sua pele é mista ou oleosa, finalize com uma camada fina de pó compacto nas áreas que tenham mais brilho. Dispense caso ela seja seca para não deixar a aparência ainda mais opaca.

Agora que você tem uma make com a pele perfeita, descubra os demais passos para deixar o look completo nos Guias de Blush, de Iluminador e Batom.