Guia de Pincéis de Maquiagem

Na hora da maquiagem você é a artista e saber usar a ferramenta é fundamental. Entenda os efeitos e funções dos pincéis e crie verdadeiras obras de arte.

Responsáveis por criar acabamentos impecáveis nos mais variados looks, os pincéis de maquiagem aparecem em diferentes cores, tamanhos e formatos. E, se antigamente eles pareciam ferramentas exclusivas de maquiadores profissionais, cada vez mais marcas disponibilizam versões acessíveis para consumo.

Com tantas opções, fica difícil começar um jogo de pincéis do zero ou saber qual é o melhor para o seu tipo de rosto. Nessa hora, é importante entender o efeito que as cerdas e o formato do pincel proporcionam.

Nós explicamos a diferença entre os tipos de pincel para você escolher o melhor para sua maquiagem.

Tipos de cerdas: natural, sintética e duo fiber

Um dos principais pontos que diferenciam um pincel do outro é o tipo de cerda. Existem dois tipos de fibras: as sintéticas e as naturais.

Os pincéis de cerdas naturais são feitos com pelos de animais e oferecem acabamento suave. Assim como o fio de cabelo humano, o pelo de animal é poroso, tende a absorver mais produto, o que é bom para reter e aplicar maquiagens em pó. Costumam ser mais macios e maleáveis do que os pincéis de cerdas sintéticas e, por isso, esfumam com facilidade para um resultado mais natural.

As cerdas sintéticas são produzidas com nylon e taklon e tendem a ser mais firmes e durinhas. Absorvem pouco produto e são indicadas para aplicação de maquiagens líquidas, cremosas e para acabamentos de alta cobertura. Hoje em dia, algumas marcas conseguem produzir cerdas sintéticas macias que se aproximam do resultado das cerdas naturais. Nesses casos, elas deixam indicado na descrição do pincel.

O pincel duo fiber combina os dois tipos de cerdas. As fibras sintéticas são mais compridas e entram em contato com o produto para aplicar sem muita absorção. As cerdas naturais são um pouco menores e esfumam e suavizam as linhas deixadas pelas sintéticas. Ele evita o desperdício de produto e deixa um acabamento suave.

Densidade das cerdas

Os pincéis densos têm mais cerdas e são mais cheios. São ideais para aplicar e espalhar produto. Eles pegam e depositam grandes quantidades de maquiagem e dão efeito de alta cobertura. Costumam ser usados para aplicar base, corretivo e sombras.

Já os pincéis menos densos são menos volumosos e têm menos cerdas. Não depositam muito produto e, por isso, são mais usados para esfumar com acabamento suave. São bons para aplicar blush, bronzer e iluminador.

Tamanho, corte e formato das cerdas

O comprimento das cerdas determina as áreas que o pincel alcança. Quanto menores elas forem, mais precisas elas tendem a ser, e a área que alcançam é mais restrita. Cerdas maiores alcançam os cantinhos e preenchem áreas grandes.

Os pincéis de maquiagem são desenhados para encaixar facilmente nos ângulos do seu rosto. Cada corte oferece um efeito diferente e o resultado da maquiagem varia com a forma que você usa cada pincel.

Pincéis redondos são versáteis, encaixam em todos os ângulos do rosto e facilitam o esfumado. A parte mais alta do topo concentra o produto e o formato arredondado facilita os movimentos circulares e de vai e vem, que criam o efeito de difusão da cor.

O pincel flat ou de topo reto é ideal para aplicações uniformes. Como todas as cerdas têm o mesmo tamanho, todas pegam e depositam a mesma quantidade de produto. É bom para contornos lineares, como laterais do nariz e maxilar.

O pincel chanfrado encaixa ângulos diagonais do rosto, facilita traços lineares e aplicações exatas. Seu formato encaixa nos ossos da maçã do rosto e do olho, por isso, é muito usado em pincéis de contorno e de marcação de côncavo. As versões mais firmes e finas são usadas para delineados e traços gráficos.

Os modelos afunilados e pontudos são ideais para alcançar locais de difícil acesso. O modelo concentra a aplicação e alcança cantos específicos. Cria efeitos detalhados, localizados e suavemente esfumados.

O formato de leque ou pincel fan encaixa nas inclinações do rosto. É usado para fazer destaques e marcações anguladas e para retirar grãos de sombra e pigmento da região abaixo dos olhos.

O pincel que parece um aplicador de máscara é usado para escovar as sobrancelhas, assim como o duo escova e pente, que também serve para pentear os cílios.

A combinação do tamanho das cerdas, corte e formato com a densidade e tipo de fibra cria o efeito de um pincel, e a partir disso, você decide para quê e qual acabamento vai usá-lo. Por exemplo, um pincel chanfrado com cerdas densas e arredondadas cria contornos marcados e levemente esfumados, já um pincel redondo, pequeno e pouco denso faz aplicações localizadas e suaves.

Esponjas de maquiagem

As esponjas também são muito utilizadas na aplicação de maquiagem. Elas são porosas e absorvem produto, por isso têm um acabamento parecido com o de pincéis de cerdas naturais.

Um dos modelos mais tradicionais é o de triângulo. Ele aplica e espalha produtos em áreas específicas, como um pincel língua de gato. Outra esponja bem conhecida é a redonda, usada para aplicar produtos sem deixar linhas retas na maquiagem.

Formatos 3D dão um acabamento polido e também servem para esfumar. A ponta afunilada alcança cantos específicos; as laterais e parte inferior distribuem a maquiagem em áreas maiores.

Para garantir que seus acessórios de make fiquem sempre higienizados e durem por mais tempo, leia também Como limpar os pincéis de maquiagem.

- Por Helena Bonamico