Estrutura do cabelo

Saber mais sobre o seu cabelo é essencial para poder cuidar dele da maneira certa e com os produtos adequados.

O cabelo, que parece tão importante para nosso visual, e é até conhecido como moldura do rosto, na verdade tem funções biológicas que vão desde proteger a cabeça de variações térmicas até deixar a pele do rosto a salvo da exposição solar. Cada pessoa, dependendo de sua genética, tem um tipo diferente de fio, que pode variar em forma ou cor. No entanto, a estrutura das fibras de cabelo é similar para todos.

Nossos fios são estruturas formadas por queratina, que é um tipo de proteína resistente.

Cutícula

Em sua superfície, o cabelo é envolto por uma fina camada de cutículas capilares. Elas protegem as porções internas e, por serem transparentes, permitem que vejamos a cor dos fios. As cutículas ficam parcialmente sobrepostas umas às outras, o que lembra escamas e, por isso, também podem ser chamadas assim.

Córtex

Depois, na segunda camada do cabelo, encontramos o córtex. Ele é a porção predominante na formação do fio e onde temos a maior quantidade de proteína, o que o torna o “coração” do fio. É a estrutura do córtex capilar que diz seu grau de resistência, elasticidade e cor. Portanto, quanto mais cadeias de proteínas, mais forte é o cabelo. Além disso, é nessa camada que temos a melanina, pigmento responsável pela cor dos fios. No córtex também se encontram as ligações químicas que formam nosso cabelo. São elas:

  • Ligação de hidrogênio: ela é facilmente modificada. Só de molhar o cabelo a sua extensão é aumentada e o fio muda. É ela que alteramos quando fazemos escova, babyliss ou prancha, uma vez que os fios são posicionados na maneira que se deseja ao retirar água deles e, assim, as pontes de hidrogênio têm que se refazer na no novo formato imposto.
  • Ligação salina: a deformação acontece quando transformamos temporariamente o cabelo com alterações de pH (acidez ou alcalinidade). Essas ligações voltam a se formar uma vez que o pH normal é restabelecido.
  • Ligação de enxofre (também conhecido como Ponte de Dissulfeto): é a mais resistente das três. Só se rompe através de ação química e sua transformação é permanente no fio.

Medula

Ela é a camada mais interna e central do fio. Ainda não se sabe qual a função exata dessa parte do cabelo, mas alguns estudos apontam que a medula pode estar relacionada com o início do crescimento do fio. Seria ela que apontaria o novo fio em direção ao poro da pele.

 

- Por Gui Takahashi