Como incluir as vitaminas no skincare

As vitaminas fazem a diferença na rotina de skincare. Saiba quais são os benefícios de cada uma para escolher a que tem tudo a ver com a sua pele!

Que precisamos de vitaminas e sais minerais para o corpo funcionar direito, todo mundo sabe, mas que elas são necessárias na rotina de skincare pode ser algo novo para alguns. As vitaminas podem agir como antioxidantes, auxiliando na hidratação… Seja qual for a sua necessidade, com certeza, existe uma ideal para a sua pele. Quer ver só? A dermatologista e expert Patrícia Nakahodo, explica quais são os benefícios de cada uma, para ajudá-la a escolher a sua favorita e incluir na rotina de skincare.

Vitamina A

Esse tipo de vitamina ajuda na renovação da superfície da pele, no rejuvenescimento, no controle da oleosidade e obstruções, prevenindo a acne. “Ela também aumenta a circulação da pele, melhorando o seu aspecto na hidratação profunda”, explica Patrícia.

Você vai encontrá-la em cremes em forma de retinol e seus derivados, como o ácido retinóico.

Vitamina B

“Essa vitamina conta com muitos subtipos, como a B2, B3, B5 e a Biotina”, explica a dermatologista. A B2 conta com ação hidratante, já a B3 ou niacina e derivados como nicotinamida, agem na produção de sebo, B5 ou ácido pantotênico, que está no Pantenol, tem ação anti-inflamatória, calmante-cicatrizante, a B6 ou piridoxina, auxilia no controle da acne, e a Biotina, ajuda no controle da acne, melhora a hidratação e produz ácidos graxos.

Vitamina C

É a queridinha entre os cosméticos, pois conta com ação antioxidante, ajudando a prevenir o envelhecimento, trazendo viço e clareando a pele.

 

Vitamina D

Essa vitamina, além de proteger a pele, também ajuda a combater os sinais da idade.

Vitamina E

Assim como a vitamina C é antioxidante, auxiliando na firmeza da pele e clareamento das manchas.

Como incluir na rotina?

“É interessante incorporar essas vitaminas aos cremes noturnos”, indica Patrícia. Para o dia, a expert alerta para alguns tipos, como a vitamina A na forma de ácido retinoico, que não é legal para se expor ao sol. O ideal é conversar com o seu dermatologista para que ele indique a forma mais segura de uso.

- Por Aline Marchiori