Como fazer o bronzeado durar

As férias sempre são mais curtas do que a gente queria – mas o bronzeado duradouro e lindo você pode conquistar

Vermelha, ninguém gosta de ficar – e é o que acontece 3 ou 4 dias depois da exposição solar excessiva. “Já com 7 dias, ela passa a ter cor amarronzada e, na sequência descama”, avisa a esteticista Maria de Fátima Lima Pereira. Isso acontece se você não prepará-la adequadamente com hidratantes e protetor solar se quer aprender como fazer o bronzeado durar mais tempo – e, muitas vezes, ele demora de 15 a 20 dias para acontecer, tempo necessário para a melanina subir para a superfície da pele e fixar a cor. Não tem essa paciência toda? Capriche, então, no antes.

Garota dourada

Para que a pele não descame e você arrase na hora de como fazer o bronzeado durar mais tempo, use esfoliante duas vezes por semana, pelo menos 10 dias antes da exposição solar e hidrate todo santo dia. “O ideal é não fazer o procedimento um dia antes de tomar sol, pois a pele fica mais sensível e fina, podendo provocar eritema ou sensibilização.” Em tempo: se a pele estiver descascando, nada de remover as casquinhas ou acelerar o processo, ok? E durante o período de exposição ao sol, aplique protetor solar (conheça 7 mitos e verdades sobre protetor solar) a cada duas horas, ok?  E, no rosto, prefira protetores solares faciais com FPS alto.

 Deu ruim

Se a sua pele estiver irritada ou vermelha, tome bastante água, água de coco ou sucos naturais, tipo de melancia. Evite banhos muito quentes e prefira os sabonetes neutros para usar nos pés, partes íntimas e axilas. “Não passe sabonete nas áreas vermelhas e ressecadas, pois a pele corre o risco de ficar ainda mais sensível”, fala Cláudia Magalhães. Além disso, use óleo de banho e hidratante, duas vezes ao dia. “Compressas de chá de camomila em temperatura ambiente ou geladinha pode acalmar a pele”, diz Maria de Fátima. “Outra opção é fazer um banho de imersão com água morninha ou até mesmo fria, com óleos essenciais como gérmen de trigo, rosa-mosqueta, gerânio, vetiver, sândalo ou patchouli.”

- Por Karina Hollo