- Por Karina Hollo

Como cuidar dos pés e das mãos

Aprenda a evitar o envelhecimento precoce destas duas partes do corpo

Em ano de Copa do Mundo, os pés se tornam foco das atenções – e gol de mão é pênalti! Brincadeiras à parte, é preciso cuidar bem das duas partes do corpo para evitar o envelhecimento precoce. Assim como o rosto, a pele das mãos e dos pés também necessita de cuidados. Isso porque estas partes do corpo ficam expostas aos efeitos nocivos do frio e, em alguns casos, da radiação solar, o que causa irritações, ressecamento e espessamento. Mas, de acordo com a dermatologista Valéria Marcondes, os efeitos externos não são os únicos vilões nessa história. “A pele das mãos, por exemplo, não têm capacidade de regeneração celular suficiente devido a menor quantidade de folículos e, consequentemente, de glândulas sebáceas. Desse modo, essa área fica mais suscetível a agressões externas.”

Hidratação obrigatória

Por isso, as mãos são consideradas a parte do corpo onde é mais difícil esconder os sinais do envelhecimento, principalmente devido à falta de cuidados. Então, para prevenir o aparecimento de sinais como flacidez, rugas, ressecamento e manchas, a dica da médica é manter os cuidados com a pele em dia. “Cultivar o simples hábito de hidratar as mãos diariamente já previne o aparecimento desses sinais causados pelo tempo e pelo ambiente, pois reforça a barreira de proteção da pele”, recomenda a dermatologista.

Proteger do sol é preciso

“A fotoproteção da região, com filtro solar FPS 30 de amplo espectro de proteção e à prova d’agua, também é essencial para prevenir o fotoenvelhecimento e o surgimento de manchas nas mãos. Além disso, é importante utilizar luvas durante o uso de produtos agressivos, como detergentes, pois estes também podem ressecar e danificar a pele das mãos a longo prazo”, diz a expert.

Sempre jovens

Segundo a especialista, estes cuidados já são suficientes. Mas, para suavizar os efeitos do envelhecimento, existem peelings suaves à base de ácido mandélico ou retinóico que promovem a renovação celular das mãos. “Em casos mais graves de ressecamento das mãos, o dermatologista conta com o recurso de hidratação injetável, que consiste em aplicações mensais de ácido hialurônico de baixo peso com o intuito de hidratar as camadas mais profundas da pele, devolvendo viço, maciez e jovialidade às mãos. O tratamento dura de 3 a 4 sessões que podem ser repetidas a cada seis meses, se necessário”, diz.

Pisada forte

Já os pés, apesar de terem a pele mais espessa e resistente em relação a outras áreas do corpo, também precisam de cuidados diários, pois o uso constante de sapatos, botas, saltos e sandálias facilita o aparecimento de calos nos calcanhares e na sola dos pés. “A pele da planta dos pés fica mais áspera, espessa e mais esbranquiçada por causa do acúmulo de queratina. Como a queratina é uma proteína morta, quando a pele está seca sem a boa e adequada formação de água e lipídios, ela pode se tornar esbranquiçada, em um sinal de perda de integridade da barreira cutânea”, explica a médica.

Hidrate, hidrate, hidrate

Assim como as mãos, para prevenir o ressecamento dos pés, a hidratação é fundamental. Para isso, o ideal é apostar em produtos que proporcionam hidratação, relaxamento, proteção contra fissuras, descamações e contaminações por fungos e bactérias. Além disso, caso você decida usar chinelos ou sapatos abertos, é importante também aplicar filtro solar nos pés, pois a região fotoexposta tem a pele fina, sendo assim mais suscetível aos efeitos da radiação UV. “Já para prevenir o espessamento da pele e o surgimento de calos o recomendado é evitar sapatos muito apertados, que causem atrito ou feridas em determinada área dos pés, e utilizar calçados mais confortáveis com meias de algodão, que facilitam a respiração da pele”, completa a dermatologista.

Sem calos

Se você já sofre com calos e espessamento, evite o uso de lixas e pedras, pois estas ferramentas podem causar um efeito rebote na pele, causando um espessamento ainda maior nos pés. “Além disso, num primeiro momento, nós podemos perder a capacidade natural de autoproteção e o estrato córneo que protege os pés, o que abre uma porta de entrada para fungos e bactérias e aumenta a sensibilidade da área, facilitando assim o desenvolvimento de uma dermatite irritativa ou de contato”, alerta a especialista.

Esfoliação leve

Segundo a Dra. Valéria, a esfoliação natural é a melhor forma para resolver o problema da pele dos pés mais grossa. “Antes de esfoliar, os pés devem ser umedecidos, pois assim a retirada das células mortas é mais fácil. Em seguida, deve-se fazer a esfoliação com movimentos circulares, principalmente na região do dorso e da planta dos pés, sempre finalizando com a hidratação”, explica.

(infográfico)

Toque de veludo

Conheça os produtos que vão te ajudar a manter a pé e mãos sempre macios e jovens.

1) Creme para Mãos Anna Pegova (https://www.belezanaweb.com.br/anna-pegova-baume-nourrissant-creme-para-maos-e-cuticulas-40ml/)

3) Protetor Solar Facial Shiseido (https://www.belezanaweb.com.br/shiseido-expert-sun-aging-protection-cream-fps-50-protetor-solar-facial-50ml/)

4) Protetor Ada Tina (https://www.belezanaweb.com.br/ada-tina-proteand-maos-e-bracos-fps60-protetor-solar-40ml/)

5) Creme para os pés Granado Pink (https://www.belezanaweb.com.br/granado-pink-reparador-de-calcanhares-danificados-creme-para-os-pes-20g/)

6) Esfoliante para Pés Granado Pink (https://www.belezanaweb.com.br/granado-pink-pedra-pomes-esfoliante-para-os-pes-80g/)