Um dermatologista explica o que é a queratose pilar

A condição responsável pelas bolinhas ásperas na pele, tem nome: queratose pilar! Vem descobrir mais sobre e os melhores ativos para tratar.

Compartilhar:

Bolinhas pequenas, avermelhadas e ásperas nos braços, pernas, rosto e nádegas? Pode ser queratose pilar! Convidamos o dermatologista e expert, Amilton Macedo, para contar um pouco mais sobre a condição e todos os cuidados com a pele queratínica. Está imperdível!

Destrinchando a queratose pilar

“A queratose pilar é uma alteração na condição da pele, em que há o aparecimento de bolinhas avermelhadas ou esbranquiçadas, que não causam  dor ou coceiras, e tendem tendem a diminuir com o tempo e com o uso de determinados cremes”, conta Dr. Amilton. Ela ainda faz parte de um grupo maior – as queratoses – que podem ainda ter outras duas divisões: a actínica, causada e piorada pela exposição solar, e a seborreica, mais comum em idosos e de coloração marrom.

De onde vem?

A queratose pilar é uma condição resultado da produção excessiva de queratina, que acaba se acumulando nos folículos pilosos. Ela pode ainda ter ligação com alergias e eczemas, sendo mais comum em pessoas com dermatite, rinite, asma e até exposição à luz ultravioleta. “Outros fatores, como a carência de vitamina A, genética, o uso de roupas apertadas, pele seca e dermatite atópica, ainda podem ser estímulo para o aparecimento das bolinhas”, explica Amilton.

 É uma doença? Tem tratamento? 

As áreas mais comuns para o aparecimento são o rosto, braços, nádegas e pernas. E, “apesar da queratose pilar não ser considerada uma doença – e sim uma alteração na pele – maus hábitos, como tomar  banhos demorados com água muito quente, falta de hidratação adequada e o costume de esfregar roupas e toalhas na pele, podem agravar a condição”, completa o dermatologista.

Cuidando a fundo

Mas calma! Apesar da aparência e toque ressecados, essa é uma condição que pode aparecer em qualquer tipo de pele – seja ela seca, mista, oleosa ou normal – e que tende a desaparecer com  a idade.  A boa notícia é: ela pode ser suavizada, com o auxílio de alguns ativos, encontrados em cremes e loções corporais. 

O dermatologista explica: “a queratose pilar tende a ter uma significativa melhora no outono e na primavera. Mas, para melhorar essa alteração, a hidratação com cremes a base de ácido salicílico, ou ureia, ajudam na remoção das células mortas, já o ácido retinóico reduz o surgimento de novas bolinhas”. Outros cuidados ainda são mega válidos, como regular a temperatura do chuveiro, evitar o uso de roupas muito apertadas e, claro, consultar sempre seu dermatologista.

- Por Isabelle Guedes