- Por Gui Takahashi

Qual o esfoliante certo para cada tipo de pele?

Células mortas pelo corpo não são nem um pouco sexy. O negócio é esfoliar! Descubra qual o seu tipo de produto pra ficar lisinha e macia neste verão.

Sabemos bem que nosso rosto pode ter a pele sensível, seca, normal, mista ou oleosa. E por isso, damos a ele todo o carinho e atenção do mundo com uma infinidade de produtos específicos.
Mas na hora de escolher seu esfoliante corporal, a atitude deve ser a mesma. Veja como acertar na escolha para manter um toque macio e gostoso pelo corpo todo.

Sensível

Sua pele é daquelas que facilmente se irrita, fica vermelha ou coça? Se a resposta for sim, a dica da dermatologista Dra. Carmem Durazzo é usar esfoliantes com grânulos mais homogêneos.

“As peles sensíveis necessitam de um cuidado especial. Esfoliar com produtos que tenham microesferas de textura semelhante, mais uniforme, evita agressões intensas.”

Os grânulos sintéticos, como os de quartzo, possuem essa característica. E a frequência recomendada para as esfoliações é de uma vez por semana.

Caso você sofra de excesso de oleosidade, chegando a ter acne nas costas, por exemplo, pode esfoliar de uma a duas vezes por semana.

Oleosa e acneica

“Para a pele acneica, existem ativos derivados das bactérias Lactobacillus lactis, que além de proporcionarem a renovação celular, agem como anti-inflamatório, antimicrobiano e normalizam poros dilatados”, diz a médica. O ácido salicílico do extrato de salgueiro branco é um desses ingredientes.

Agora, para quem possui o combo sensibilidade + acne, dra. Carmem recomenda usar lanablue em cristais para esfoliar o corpo.

Ele é derivado de algas com alto teor de vitamina B e aminoácidos, garantindo uma renovação celular sem irritações.

Seca

Se sua pele é ressecada, vive repuxando ou esbranquiçada, esfoliar uma vez por semana é importante para mantê-la renovada e com um toque aveludado.

Porém, de acordo com a expert, não é possível eliminar as células mortas e hidratar tudo em um único passo.

“A hidratação deve ser feita após a esfoliação, com ativos como daymoist, cerasomosides, luxeseuse, hidrat-in”, fala.

Normal

Para quem leu até aqui e não se identificou com nenhum dos dramas, provavelmente é porque tem a pele normal.

Assim, a sua esfoliação pode ser mais frequente, cerca de duas vezes por semana. Dá para usar esfoliantes naturais ou sintéticos.

Segundo a dermato: “Os grânulos naturais, como sementes de damasco (rico em acido elágico), arroz, salgueiro branco, estão liberados. Os sintéticos são quartzo, ácido salicílico, ácido retinoíco”.