Como tratar queda de cabelo pós-Covid

A dermatologista e expert, Marcela Gomes, revela como tratar a queda de cabelo pós-Covid e recuperar a saúde dos fios. Confira!

Uma das grandes reclamações de quem já foi infectado pela Covid-19 é em relação a queda de cabelo. Afinal, existe alguma maneira de prevenir? A dermatologista e expert, Marcela Gomes, revela que não, mas tem tratamento. “A queda de cabelo pós-infecção não atinge todo mundo, mas cerca de 25% das pessoas infectadas, então não é possível prevenir, o ideal é tratar quando ela surgir”, conta a expert.

Quer entender melhor como a infecção age no organismo e como tratar a queda de cabelo pós-Covid? A dermatologista explica!

Como acontece a queda?

Antes de entender como a infecção causa a queda é importante saber as fases do cabelo. A primeira é a Anágena, que é de crescimento e dura de dois a sete anos. Já a segunda, a Catagénea, que é a fase de repouso, é mais rápida, dura semanas. E a terceira e última é a Telógena, que é a de queda.

“O que acontece é que depois de estados infecciosos, como a Covid, por exemplo, temos o Eflúvio Telógeno, uma queda de cabelo mais intensa que ocorre antes do tempo. Ou seja, uma maior quantidade de fios do couro cabeludo passa para a última fase antes do tempo. Nesse caso, costuma-se ter a diminuição total do volume de cabelo, não há buracos”, revela.

É muito comum demorar para sentir essa queda, porque ela acontece cerca de três meses após a infecção. Marcela revela que é comum acontecer também após cirurgias, perda de peso, estresse, entre outros.

 

Cuidando da queda

A boa notícia é que essa queda costuma melhorar depois de dois a três meses. Ela se cura sozinha, mas há tratamentos para minimizar o problema.

“Em consultório, indicamos tratamentos com substâncias tópicas ou orais. Depende de cada caso, que deve ser avaliado pelo dermatologista. Existem substâncias tópicas para passar e para tomar que podem ser usadas separadamente ou em conjunto. Também há complexos de vitaminas para que o fio novo venha mais forte e que melhoram a qualidade deles”, explica a dermatologista.

Além do tratamento passado pelo dermatologista, em casa é ideal usar uma boa linha de shampoo, condicionador e máscara indicados para o seu tipo de fio. “É importante manter a qualidade do fio e o couro cabeludo saudável para evitar que o quadro se agrave”, alerta a expert.

“Junto aos tratamentos em casa também pode se associar tratamentos em consultórios, como aplicações de vitaminas, substâncias para diminuir a queda, laser, entre outros. O ideal é conversar com o seu dermatologista para encontrar o ideal para o seu caso”, indica.

- Por Aline Marchiori