- Por Natália Petroni

Como eliminar cravos da pele

Todo mundo quer uma pele lisinha. Mas é preciso saber como mandar os cravos embora, sem marcas!

Cravo e a rosa

Pode acreditar: quanto mais você espremer e cutucar, mais cravos vão nascer. Mas, ao aprender como eliminá-los de vez, você vai ganhar uma pele linda e muito mais saudável – de quebra, evitará as espinhas!

Pontos pretos

Antes de saber como eliminar cravos, você precisa entender porque eles pipocam no seu rosto. Os temidos pontos são uma mistura oxidada de oleosidade + células mortas sobre os poros. A exposição ao ar faz com que esse mix escureça e fique com o aspecto aparente. Mas não se trata de sujeira, ok? “Eles são resultado do acúmulo de oleosidade natural somado aos resíduos de cosméticos”, fala a dermatologista Suleima Arruda. Por isso é tão importante aprender como remover maquiagem corretamente, deixando os poros livres para respirar.

 

Faxina geral

“Ninguém deve espremer os cravos, sob o risco de criar uma desordem bacteriana na pele. Sem falar que o cravo mal tirado pode inflamar e se tornar uma espinha”, conta a dermato. Mulher esperta usa os produtos certos para não sofrer com a proliferação dos pontos. Uma boa aposta são os que possuem ácido salicílico na fórmula. Em poucas semanas, a maioria dos cravos tende a desaparecer!

Pele mais fina

Outra boa aposta para eliminar cravos são produtos com retinol, que ajuda a afinar a pele porque promove uma esfoliação mais profunda e normaliza a queratinização, deixando menos espaço para que os resíduos se acumulem. Como cosméticos com o ativo na fórmula podem diminuir a demais a oleosidade, o resultado pode ser um leve ressecamento, portanto, não se esqueça dos hidratantes! Pele oleosa não significa que a pele está hidratada, lembre-se!

 

Esfoliação obrigatória

Não dá pra pular esse passo da rotina de limpeza se você quer aprender como eliminar cravos. Procure por produtos com papaya, carvão ou extrato de abacaxi. Ou adote uma escova de limpeza facial. Em tempo: duas vezes por semana é o máximo permitido pelos dermatologistas, ok?