Como cuidar dos diferentes tipos de olheira

Há vários tipos de olheira diferentes e, para cada uma, um tratamento. Para ajudá-la a entender qual é a sua, Gabrielle Mendonça explica sobre elas!

Sim, elas não são todas iguais, existem vários tipos de olheira: como as pigmentadas, fundas, vasculares e até as bolsas. Como cada um tem a sua particularidade, precisa de um tratamento diferente.

Para ajudá-la a entender os diferentes tipos de olheira, conversamos com a dermatologista e expert, Gabrielle Mendonça. Confira!

Olheiras pigmentadas

Como identificar? Esse tipo de olheira apresenta um arroxeamento e aumento de pigmento na região.

Tratamentos indicados: “Costumo associar lasers no consultório, como laser de CO2, clareadores, etc. E também o uso de substâncias em casa, como o ácido kójico, fítico, vitamina C, retinol, entre outras”, conta a expert.

Olheiras fundas

Como identificar? Elas podem ser genéticas e, geralmente, deixam a pessoa com o olhar de cansaço.

Tratamentos indicados: “Para amenizar esse tipo de olheira, geralmente, uso preenchimento com ácido hialurônico no consultório”, conta.

 

Olheira vascular

Como identificar? São os vasinhos que aparecem por transparência na região. Um fator importante é que elas também podem ser genéticas.

Tratamentos indicados: “Gosto de associar lasers com tratamento em casa, com drenagem e massagens na região”, conta.

Bolsas

Como identificar? “Elas são fáceis de identificar e acontecem pelo aumento do músculo na região, piorando com o envelhecimento”, revela.

Tratamentos indicados: “Indico drenagem, massagem, e também associo substâncias, como cafeína, ácido hialurônico para melhorar o craquelado dessa região”, conta.

 

Agora que você sabe quais são os tipos de olheira, procure o seu dermatologista para que ele possa indicar o tratamento ideal para você.

- Por Aline Marchiori