6 dicas para uma depilação sem pelo encravado

Tem coisa mais quebra-clima do que aquelas bolinhas inflamadas? Vem saber como se libertar do pelo encravado!

Compartilhar:

Pelo encravado pode até ser comum depois da depilação, mas também pode ser facilmente evitado. Aqui, conversamos com a dermatologista Denise Lage para te ensinar como!

1. Esfoliação = adeus pelo encravado

Qualquer que seja o seu método de depilação, o segredo é fazer uma esfoliação nas áreas a serem depiladas três dias antes. Massagear suavemente o esfoliante vai eliminar as células mortas, controlar a oleosidade, liberar o folículo e, consequentemente, diminuir os riscos do encravamento.

2. Esfolie depois da depilação

Nossa expert recomenda voltar a esfoliar três dias depois da depilação. E continuar esfoliando quando os pelos começarem a nascer. “Toda vez que o fio cresce, pode acabar encravando. Os grânulos dos esfoliantes afinam a pele, facilitando a sua passagem”, diz a dermatologista.

3. Espere para hidratar a pele

Nas 24 horas seguintes à depilação, não passe nenhum tipo de hidratante ou óleo. A médica explica que, como os poros da sua pele estão abertos, esses cremes poderão obstruir sua entrada, aumentando a chance de aparecerem os pelos encravados. “Depois disso, aí sim, os hidratantes são bem-vindos e ajudam a diminuir a sensibilidade da pele.”

4. Pausa no sol e academia

O suor excessivo é um dos principais causadores do pelo encravado. Então, depois de depilar, evite qualquer atividade que te faça suar excessivamente e prefira vestir uma roupa mais fresquinha.

5. Trate o pelo encravado

Se depois de todas as nossas dicas você não conseguiu resolver o problema, seu caso é um pouco mais sério. Muitas bolinhas e pelos encravados podem sinalizar a necessidade de uma pomada com antibiótico e anti-inflamatório de ação local.

6. Vá de laser

“Outra saída para casos graves é a depilação a laser”, alerta nossa expert . “Diminui a inflamação local e consequentemente a dor e as manchas”. Mas, antes de se aventurar, consulte seu médico dermatologista, ok?

 

- Por Karina Hollo