5 erros ao cuidar da pele no inverno

Deixar de lado o protetor solar é um dos erros no cuidado com a pele no inverno. Mas exagerar no secativo também...

Você já deve ter ouvido falar que precisa trocar os produtos do seu nécessaire de cuidados para a pele quando chega o inverno. E é a mais pura verdade. Os dias mais frios e secos – e também mais poluídos – atingem a pele em cheio. Por isso, algumas mudanças são fundamentais. Vem ver o que recomenda a dermato Thais Pepe.

1 Não passar protetor solar

Não tem jeito, o fotoprotetor é de uso diário e eterno. A radiação ultravioleta, também no inverno, provoca danos que comprometem a estrutura de sustentação da pele, causando o aparecimento precoce de rugas e flacidez, além das manchas, como reação à fotoexposição. A orientação continua sendo a de reaplicar o fotoprotetor de quatro em quatro horas em ambientes fechados e de duas em duas horas quando estiver ao ar livre. “O FPS mínimo diário recomendado é 15 mas isto é muito variável e individualizado, dependendo do seu fototipo e histórico de câncer de pele e de melasma na família”, fala Thais.

 

2 Usar qualquer hidratante facial 

O tipo certo depende do tipo de pele e da sua idade. “Se a pele for ressecada, indico um creme e se for mais oleosa, vale preferir veículos em gel creme ou sérum”, diz Thais. Os ativos também variam de acordo com as necessidades de cada um. Tem os clareadores, como hidroquinona, ácido kojico, arbutim, vitamina C; hidratantes, como ácido hialurônico e peptídeos; antioxidantes como vitamina C, fatores de crescimento.

 

3 Abusar dos retinóides

Para tratamento de acne, manchas e rejuvenescimento, os retinóides costumam ser a primeira opção. Mas seu uso contínuo pode causar hipersensibilidade, vermelhidão e irritabilidade. Como lidar? “Para as peles sensíveis, prefiro indicar derivados de retinoides ao invés do ácido retinoico, como retinaldeido ou alfa hidroxiácidos”, diz a dermato.

 

4 Abusar de produtos muito abrasivos para acne

Alguns produtos para acne devem ser usados com cuidado no inverno. Isso porque esse é um período em que a pele tende a ficar mais ressecada. Por isso, os secativos podem provocar efeito rebote, com piora da oleosidade e acne. “O ideal é evitar usar em excesso produtos que contenham muito álcool, como os tônicos, pois agridem a pele”, aconselha ela.

 

5 Esquecer dos cremes reparadores

Além da hidratação, produtos que promovam reparação celular são essenciais. No inverno, a concentração de poluentes na atmosfera fica maior. Um deles, a micropartícula PM 2.5 o qual adere na pele e causa ruptura da função de barreira da pele causando desidratação, irritação, vermelhidão e outros. Por isso, é necessário uma limpeza eficiente que remova o material particulado PM2.5 e os metais pesados. “Vale tomar antioxidantes via oral e tópicos como vitamina C e E e utilizar produtos que aumentam o turn over celular como retinoides e alfa hidróxiacidos”, finaliza Thais.

 

 

No nécessaire

Os produtos que vão te ajudar a encarar as baixas temperaturas

https://www.belezanaweb.com.br/clarins-camomile-tonico-facial-200ml

https://www.belezanaweb.com.br/roc-minesol-oil-control-fps-70-protetor-solar-facial-50g?q=10649

https://www.belezanaweb.com.br/neutrogena-hydro-boost-water-gel-hidratante-facial-50g

https://www.belezanaweb.com.br/avene-physiolift-eyes-creme-anti-idade-noturno-15ml?q=36929

https://www.belezanaweb.com.br/shiseido-waso-colorsmart-day-moisturizer-oilfree-fps30-hidratante-facial-50ml/

 

- Por Karina Hollo