Unha encravada – cuidados para evitar

Quem sofre com isso sabe que cada visita à pedicure é quase um parto. Veja quais atitudes você pode tomar para tornar a relação com seu pé mais fácil e menos dolorida.

Dói mesmo. Para quem tem esse problema, é imprescindível procurar um profissional. Nunca, em hipótese alguma, tente resolver em casa ou com alguém não habilitado – os danos podem ser irreversíveis! Aqui, dicas para você não sofrer.

Faça as unhas duas vezes por mês

Essa é a medida para que elas não cresçam demais. “Quando as unhas ficam compridas, as pontas vão se encontrando, entrando nas laterais e encravando. Além de ser um tempo bom para manter a boa higiene dos pés, e evitar proliferação de micro-organismos”, indica a coordenadora técnica da Global Classic, Solange Peixoto.

Corte quadradinha

“Isso é para que os cantos fiquem fora das laterais, onde a unha encrava. Quando cortamos na forma arredondada, fica um espaço, que é preenchido por pele. Assim, a unha não tem para onde crescer e acaba entrando nas laterais”, explica Solange.

Use o alicate correto

Nada de pegar o alicatinho de cutículas! “Procure os próprios para cortes, mas não muito grandes, porque podem rachar as unhas ao meio ou fazer com elas descolem das laterais”, recomenda a expert. Solange ainda sugere: “Se tiver o hábito de fazer as unhas duas vezes ao mês, lixando você já consegue o resultado.

Lixe depois de cortar

Sempre ficam “pontas”, principalmente nos cantos, e a lixa remove essas rebarbinhas, impedindo que elas entrem na pele.

Evite tirar cutículas

“Como sempre, recomendo que, tanto nos pés quanto nas mãos, sejam eliminados apenas o excesso de cutícula, para que as unhas fiquem protegidas contra agressores externos. E sempre tomando o máximo de cuidado para não ferir a pele”, alerta Solange. Os pés ficam, na maior parte do tempo, abafados e, se estiverem machucados, demoram a cicatrizar. Assim, segundo a expert, fica mais fácil de encravar – além de deixar o ambiente mais propício a fungos e micoses.

Evite sapatos apertados

Principalmente de bico fino! “Eles pressionam os dedos e as unhas, que acabam encravando. Os calçados mais indicados são sandálias e sapatos de bico arredondado, onde os dedos ficam mais livres”, diz Solange.