Scalpcare: couro cabeludo também é pele

Os cuidados com o couro cabeludo ainda não são uma realidade por aí? Te damos vários motivos para investir no scalpcare! Vem ler:

Compartilhar:

Se você não não dá tanta atenção ao couro cabeludo, quanto aos fios, temos uma notícia: a saúde do cabelo está diretamente ligada aos cuidados com a raiz. Batemos um papo com a tricologista Luciana Passoni, para entender como manter uma rotina de scalpcare eficiente – é só continuar lendo!

Os 3 mandamentos da higiene do couro cabeludo

A higiene adequada dos cabelos é essencial para mantê-los saudáveis e cuidar do couro cabeludo deve ser parte dessa rotina, para o crescimento de fios fortes. Anote o passo a passo:

Descubra seu tipo de cabelo

“Usar produtos adequados ao tipo de cabelo, que não causem alergias e ressecamentos é uma tarefa muitas vezes árdua”, conta a dermatologista. Mas, é importante testar e entender a finalidade de cada fórmula e a indicação, para equilibrar a tendência do couro cabeludo. “Existem diversos produtos específicos para cada tipo de cabelo. Dessa forma, busque sempre shampoos, e até linhas completas, que sejam especializadas, Lembre-se, ainda, de lavar o cabelo com água morna ou fria, nunca com água quente”, alerta Luciana.

Acerte na frequência

É muito comum que pessoas com couro cabeludo com maior tendência à produção de óleo, o higienizem com mais frequência. “Quem tem cabelo oleoso acaba criando o hábito de lavá-lo excessivamente na tentativa de conter a oleosidade – o que pode ser um erro – porque quanto mais você retirar esse óleo, mais necessidade o organismo vai sentir de produzi-lo, causando o efeito rebote”, comenta a expert.

Por isso, é preciso aprender a frequência ideal para a higiene. “O indicado é alternar os dias da lavagem do cabelo, assim, você manterá o couro cabeludo limpo, sem remover os óleos essenciais para a saúde dos fios”. 

Cuidado com ferramentas térmicas e química

Os procedimentos químicos, como alisamentos, botox, escovas progressivas e até o retoque da coloração, afetam a saúde do couro cabeludo. “Este tipo de procedimento pode causar desequilíbrio na flora bacteriana capilar, gerar distúrbios – como a caspa – dermatite seborreica e outros problemas. A longo prazo, pode afetar a queda, o afinamento e até a redução no crescimento dos fios”.

Rotina de scalpcare simplificada

Passo 1: esfolie a raiz

Quando falamos da saúde do couro cabeludo, a esfoliação da raiz é essencial. “A esfoliação no couro cabeludo estimula a circulação sanguínea, melhora a nutrição do folículo e limpa possíveis resíduos”, explica Luciana.

Ao fazer a esfoliação na raiz, opte por um shampoo granulado e uma massagem delicada, para ativar a circulação sanguínea da área. “A esfoliação poderá ser realizada ainda com escovas apropriadas para um detox capilar: enquanto massageia o couro cabeludo, ela remove resíduos”.

Passo 2: alimentação é tudo

O cabelo necessita de nutrientes para crescer saudável e a falta deles pode causar queda, quebras ou ainda desacelerar o crescimento. “Muitos fatores podem prejudicar a saúde do cabelo e, entre eles, os fatores hormonais e genéticos. A dieta também deve contemplar alimentos ricos em carboidratos complexos, gorduras boas e minerais”. Fique de olho nas vitaminas A, C, E e as do complexo B!

Passo 3: aposte na hidratação e no leave-in

Criar o hábito de fazer hidratações semanais ou quinzenais, de acordo com o estado do cabelo, é essencial – e o cronograma capilar pode ser uma aliada importante aí! A médica também conta que o leave-in pode ser um aliado importantíssimo nos cuidados: “ as propriedades nutritivas ajudam a recuperar a maciez, cuidando do frizz e garantindo um aspecto sedoso às mechas. A temperatura de água mais amena para a lavagem e água fria, também é recomendado aqui”, termina a explicação Luciana.

Esfoliação da maneira correta!

Quer apostar na esfoliação capilar e não tem ideia de por onde começar? Luciana ensina tudo sobre a saúde do couro cabeludo e raiz, e a melhor maneira de fazer isso. Solte o play!

 

- Por Isabelle Guedes