- Por Karina Hollo

Óleo de coco: o que você não sabe

Entre as coisas que você não sabia sobre óleo de coco, a mais surpreendente é que ele pode ressecar alguns tipos de cabelo.

Não é segredo que o óleo de coco se tornou o santo Graal da beleza. Multifuncional, ele parece ser capaz de fazer tudo, incluindo acalmar a pele seca, limpar pincéis de make, clarear os dentes. Existe alguma coisa que não pode fazer? A resposta, surpreendentemente é… sim!

 

 

1 Ele pode não ter sido feito para o seu cabelo

O óleo de coco realmente penetra no fio mais profundamente do que a maioria dos óleos, porque tem partículas bem pequenininhas, e um estudo mostrou que ele pode reduzir a perda de proteína. Mas justamente por isso pode ressecar os fios de algumas pessoas, especialmente se usado isoladamente como um tratamento de cabelo.

Isso porque ele pode penetrar na cutícula, ocupando espaço dentro dos fios. Assim, há menos espaço para a água! O resultado é um fio menos hidratado do que se não tivesse entrado em contato com o óleo.

2 Ele é bom para quem descolore ou tinge os fios

Fios porosos têm as cutículas mais abertas, o que permite que a umidade entre e saia da fibra (às vezes mais rápido do que a gente gostaria), comprometendo maciez e brilho. Captou a mensagem? Fios porosos tendem a se dar melhor com o óleo de coco que os virgens.

Nos quimicamente tratados, o óleo impede que a água saia depressa demais. “Tenho visto ótimos resultados do óleo de coco para reforçar a fibra e hidratar a fibra do cabelo descolorido, deixando-o menos frágil”, fala o hair stylist Júnior Carvalho. Vale usar à noite como leave-in no comprimento e pontas, para lavar no dia seguinte. É brilho certo.

3 Mas nem tanto para quem tem fios virgens

Já cabelos saudáveis podem ficar secos quando o óleo ocupa o espaço que deveria ser tomado pela água (hidratação). Fios sem química, pouco porosos, tendem a repelir água. E, por isso, exagerar na carga de proteínas pode tornar inclusive o processo de molhar os fios mais difícil.

“Nesse caso, maneire na frequência e use o óleo de coco apenas uma vez por semana”, indica Júnior.

4 Coco X jojoba

Mesmo que tenha notado que seus fios não respondem tão bem ao óleo de coco, não quer dizer que você deva desistir dos óleos! Eles deixam, sim, os fios flexíveis e mais fortes. Se o seu não se deu bem com o óleo de coco, procure por produtos com óleos de jojoba e argan.