Guia de Coletor Menstrual

Saiba o que têm levado as mulheres a optar cada vez mais pelo coletor menstrual e aprenda a escolher e usar o seu copinho.

Apesar de existir desde os anos 30, o coletor menstrual é uma alternativa aos absorventes que se popularizou nos últimos anos, seja pela conscientização ambiental de produzir menos resíduos ou até mesmo pelas reações alérgicas que muitas mulheres têm com os absorventes comuns.

Geralmente feitos de silicone medicinal ou TPE, os coletores menstruais são hipoalergênicos e muito maleáveis. Também chamados de copinho coletor, por seu formato similar a uma taça, são de uso interno e possuem diversas vantagens.

A seguir, reunimos cinco vantagens sobre seu uso e dicas para ajudá-la a escolher o modelo que melhor se adapta às suas necessidades.

1 – Econômico

Os coletores duram de 5 a 10 anos, o que os torna uma opção economicamente viável. Apesar de exigir um investimento inicial maior, esse custo é facilmente compensado pela economia na compra de absorventes.

2 – Ecológico

Uma mulher usa durante a sua vida, em média, 10 mil absorventes, sejam eles externos ou internos, sendo que eles demoram muito tempo para se decompor na natureza – cerca de 100 anos. Ou seja, o uso do copinho menstrual evita a produção e acúmulo de lixo no meio ambiente.

3 – Higiênico

O coletor não permite que o sangue fique em contato com a pele e com o ar, o que evita o surgimento de odores. Além disso, ele mantém a umidade natural da vagina, essencial para a saúde da região íntima da mulher, e não causa assaduras ou alergias.

4 – Praticidade

O interessante é que, dependendo do fluxo menstrual, você pode ficar uma média de oito horas com ele, sendo ótimo para quem não tem a possibilidade de trocar o absorvente com frequência.

5 – Segurança e conforto

Se colocado corretamente, o coletor não deve ser sentido no interior da vagina. Por formar um vácuo com as paredes do canal vaginal, ele impede vazamentos, desde que esvaziado no tempo correto. É ideal para a prática de esportes e pode ser usado na piscina.

Como escolher o coletor menstrual correto?

A maioria das marcas possui dois tamanhos de coletores: aqueles para as mulheres com menos de 30 anos, e outro para as mulheres com mais de 30 ou que já tiveram filhos. Algumas oferecem mais opções, mas, principalmente, existem diferenças entre os copinhos de marcas diferentes. Para escolher o melhor para você vale considerar algumas variáveis.

Altura do colo do útero: se você tiver o colo do útero baixo, muito provavelmente vai ter dificuldade de usar copinhos compridos, por exemplo. Já para as mulheres de colo alto, é mais interessante que os copinhos sejam alongados. Isso acontece, porque, ao contrário dos absorventes internos que devem ser colocados muito atrás do canal vaginal, os coletores ficam bem próximos da entrada.

Fluxo menstrual: considere de quanto em quanto tempo você precisa trocar seu absorvente. Se for a cada duas ou três horas, você tem um fluxo intenso, e talvez seja aconselhável um copinho mais largo ou comprido. Para quem fica até seis horas sem trocar e tem um fluxo fraco, eles podem ser mais compactos.

Musculatura pélvica:
as mulheres que praticam atividades que fortalecem a musculatura pélvica, como pilates ou yoga, podem preferir os coletores menos maleáveis, que apresentam menos chance de vazar. Já as que não possuem esse hábito, devem optar pelos modelos flexíveis para um maior conforto.

Como dito antes, outro fator importante é se a mulher já teve filhos e a sua idade, que também são responsáveis por alterações na musculatura e posição do colo do útero. Ao analisar todos esses fatores em conjunto, temos um panorama mais completo na hora de escolher o coletor menstrual correto.

Como esterilizar o coletor menstrual?

No começo e final de cada ciclo, é importante realizar a esterilização do coletor menstrual para eliminar microrganismos e deixar o acessório pronto para um novo uso.

1 – Coloque o coletor em uma panela ou outro recipiente próprio para ele. Evite materiais antiaderentes, que possam estragar o silicone do produto.

2 – Cubra o coletor com água e leve ao fogo até levantar fervura. Também é possível utilizar o micro-ondas com um recipiente próprio para o aparelho.

3 – Aguarde mais alguns minutos, retire o coletor e lave o recipiente.

Para quem não tiver a possibilidade de ferver água, pode utilizar água oxigenada 12%, água de cloro 3%, pastilhas de limpeza ou o hipoclorito de sódio, usado, principalmente, para lavar verduras e legumes. Nesse caso, não esqueça de enxaguar bem o copinho antes de usá-lo.

Durante o período menstrual, a lavagem é mais simples e pode ser feita apenas com água e sabão neutro.

Como usar coletor menstrual?

A dúvida mais frequente em relação ao uso do coletor é sobre a sua introdução. Assim como o absorvente interno, o coletor menstrual é apenas indicado durante a menstruação. Siga os passos a seguir:

1 – Aperte a boca do coletor de forma que ele fique fechado. Em seguida, dobre-o com os dedos ao meio formando um “C”.

2 – Sentada no vaso sanitário ou agachada, abra as pernas e introduza o copinho dobrado na vagina. Ele não deve ser introduzido reto, mas, sim, ligeiramente inclinado em direção ao ânus.

3 – O coletor deve abrir por completo já no interior da vagina, formando um vácuo. Rode ou passe o dedo ao redor do coletor para certificar que ele está sem dobras e bem encaixado.

Como mencionado, o copinho não fica posicionado no fundo do canal, mas sim próximo a entrada, por isso, muitas vezes o cabinho, cuja função é auxiliar na hora da retirada, pode ficar para fora. Se sentir qualquer incômodo por conta dele, corte um pequeno pedaço dele até se sentir confortável.



Como remover o coletor menstrual?

O coletor menstrual deve ser retirado a cada 6 e 12 horas, dependendo do fluxo da mulher. Siga os passos a seguir:

1 – Sentada no vaso sanitário ou agachada, abra as pernas e insira um dedo entre a lateral do copinho e a parede do canal vaginal para romper o vácuo e facilitar sua retirada.

2 – Somente após eliminar o vácuo, puxe o coletor para fora com ajuda do cabinho.

3 – Despeje o sangue no vaso sanitário e realize a higienização do coletor com água e sabão neutro para a região íntima.

DICA DE PROFISSIONAL DA BELEZA: Se você estiver na rua, leve consigo uma garrafa d’água para enxaguar o copinho e seque-o com papel higiênico.

Mantenha a saúde da região íntima com cuidados específicos. Não deixe de conferir o Guia de Sabonete Íntimo, que explica as diversas vantagens de produtos próprios para a higiene diária.

- Por Carolina Gaudencio