- Por Fran Vergari

Érika Alk dá dicas de fitness, dieta e beleza

A seguir, nossa blogueira fitness responde às curiosidades das mais de 250 mil seguidores de Instagram e entrega seus segredos.

Passei um dia delicioso com Érika Alk para fazer esta entrevista – mas não pensem que tomamos chá com bolinhos, não! Nada de folga: exercícios funcionais de manhã, almoço controlado e um pouco de stand up paddle para divertir.

Enquanto curtíamos um descanso na sombra, no Hotel Refúgio Cheiro de Mato, em Mairiporã, Érika contou tudo sobre a alimentação, rotina de beleza e truques para driblar os inimigos da dieta.

Você tem que ter um foco, um objetivo. Para mim, mais importante do que o prazer de comer chocolate, massa, o que for, é o prazer de me olhar no espelho e estar bem comigo mesma.

Tem muita opção fit hoje em dia. Na TPM, por exemplo, você pode fazer uma mousse de proteína que já vem pronto, com 90% de cacau, ou tomar sorvete de proteína, que apesar de ter uma porcentagem maior de gordura, ajuda nessas horas… Claro que não é igual a uma barra do seu chocolate preferido, mas dá muito bem para saciar a vontade.

Não faço mesmo. Faço musculação, funcional, luta (muay thai) e power plate. O aeróbico é a minha opção para quando eu como muito, ou chuto o pau da barraca no domingo. Aí, na segunda-feira, depois da musculação, eu faço uns 20 minutos de esteira ou bicicleta. Mas é muito raro.

 

Salmão. Eu odeio. Não gosto de salmão nem de comida japonesa.

Sorvete. Amo de paixão. E pipoca. Mas pipoca até dá para fazer uma versão mais light. Você põe o milho em um saco de pão com um pouquinho de água e coloca no micro-ondas. Fica bom. Mas se é para chutar o balde, chuta direito. Come a pipoca de verdade. Se for pra sair da dieta ou é sorvete ou é pão de queijo, que eu amo.

 

Não abro mão das minhas saladas. Mesmo que tenha massa, eu como a salada. É básico para mim. Em qualquer lugar, tenho que ter minha salada.

Frango grelhado, omelete de clara. Não como carne vermelha, então… Peixe, sem ser salmão!

Sabia que frango não era uma coisa que eu amava? Hoje eu amo. Eu aprendi a fazer do meu jeito, com vinagre balsâmico. Não sei o que seria de mim sem frango.

 

Adoro. Tomo sempre depois da refeição. Ou café. E adoro suco detox de pepino, couve e abacaxi com água de coco.

Rabo de cavalo ou trança lateral. Cabelo preso sempre.

Depois do nascimento do meu filho, minha pele manchou, tenho melasma. Por isso, passo protetor solar com cor e, em seguida, base, para deixar o acabamento mais bem feitinho. Para finalizar, rímel e um pouquinho de lápis. Não saio de casa sem maquiagem.