Cuidados com a pele no banho

Sabia que é preciso ter cuidados com a pele também durante o seu banho? A dermatologista Carla Vidal explica por que e quais são eles!

 

A hora do banho, além de ser um momento relaxante e de autocuidado, também precisa ser um momento de cuidados com a pele. É necessário evitar alguns hábitos e adotar outros para ter uma pele hidratada, saudável e bonita.

Quer saber quais são os cuidados com a pele no banho que vão manter o seu corpo lisinho e hidratado? A dermatologista e expert, Carla Vidal, revela.

Água quente: vilã ou mocinha?

Você já deve ter ouvido por aí que não deve tomar banho de água quente e essa informação é verdadeira. A água quente aumenta o ressecamento da pele e também a oleosidade.

“O primeiro cuidado que devemos ter no banho é evitar água quente demais e banhos demorados. Se for possível tomar banho de água fria, melhor, mas, caso não consiga, prefira água morna”, indica Carla.

Hidratante durante ou pós-banho?

Depende muito do seu tipo de pele. “Se ela for seca, use pós-banho. Prefira os cremes com ativos como aloe vera, vitamina E, óleo de borage e semente de uva. Agora, se a sua pele já está hidratada, aplique um óleo durante o banho, que pode ser trifásico e de uva, kiwi, melancia etc. Retire o excesso da pele antes de se secar com a toalha e pronto”, indica.

Uma boa dica é secar a pele após o banho, mas deixá-la um pouco úmida, pois isso ajuda o creme a penetrar mais.

Lavar o rosto no chuveiro, pode?

Carla revela que não se a água estiver muito quente, pois pode ressecar a pele ou aumentar a oleosidade. Agora, se a água estiver morna ou fria, não há problema.

Preciso usar bucha?

A expert diz que a bucha agride a pele e só é preciso utilizá-la em caso de fungos. “É comum a Malassezia furfur, que é conhecida como ’pano branco’ e, nesse caso, indico uso da bucha vegetal”, conta.

Carla revela que é melhor usar a mão no banho para esfregar o corpo de forma suave e sabonete apenas nas áreas que causam odor. “Essas áreas são as glândulas apócrinas, écrinas, sebáceas que são: tórax, costas, axilas, genitais e os pés. No restante do corpo lavar somente com água”, explica.

Durante a pandemia, a dermatologista revela que está liberado lavar o corpo todo com sabonete quando voltar da rua. Mas, em períodos normais, lave somente essas regiões com sabonete para não ressecar a pele. “Por exemplo, os braços têm pobreza em glândulas sebáceas, então se tenho a pele seca e uso sabonete vai ressecar ainda mais e vou ter coceira na região”, conta.

- Por Aline Marchiori