Como driblar os efeitos da maskne

Conversamos com a dermatologista e expert, Apolônia Sales, que explica como prevenir os efeitos maskne na pele

Usar a máscara de proteção como medida preventiva ao Covid-19 é essencial, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Com o uso diário, independentemente do tecido, pode ocorrer o efeito maskne – aumento da oleosidade da pele e, consequentemente, aparecimento de espinhas na região do rosto que fica coberta.

A boa notícia é que os efeitos da maskne podem ser driblados com alguns truques sugeridos pela dermatologista e expert, Apolônia Sales. Lembre-se: jamais deixe a máscara de lado! Ela é uma das maneiras eficientes de se proteger e evitar a transmissão do vírus.

 

O que é maskne?

O termo maskne surgiu com a junção de mask (máscara, em inglês) e acne, sendo caracterizada principalmente pelos efeitos negativos do atrito e o abafamento constantes na pele. Com o contato direto, há um aumento na oleosidade, contribuindo para o aparecimento das acnes. “Elas podem surgir com maior incidência no queixo e na região ao redor dos lábios e nariz”, indica.

Veja como evitar

A dermatologista sugere escolher máscaras “que tenham tamanho ideal para o rosto, sem apertar. Elas devem ser trocadas com frequência para aumentar a sua eficácia, além, é claro, de evitar que o rosto tenha contato com a oleosidade absorvida pelo tecido”.

Evite também usar maquiagem nessas regiões que ficarão cobertas. “Indico aplicar apenas o protetor solar e deixar a make nessas áreas apenas em momentos que seja seguro ficar sem a máscara”.

Caprichar nos cuidados diários como limpeza, tonificação, hidratação e fotoproteção ajudam a deixar a pele mais saudável. “Lave o seu rosto com o sabonete específico para o seu tipo de pele antes e após usar a máscara. Na rotina de skincare, dê atenção especial aos produtos para o seu tipo de pele e inclua antiacne como medida preventiva”, orienta.

Tratamento adequado

Se as acnes já tiverem aparecido, keep calm! A expert sugere “higienizar o rosto com um sabonete que tenha ácido salicílico na composição, já que o ativo vai controlar a oleosidade da pele, impedir a obstrução dos poros e reduzir a acne, agindo como anti-inflamatório”, comenta.

Embora o ativo possa ser aplicado em todos os tipos de pele, a dermatologista indica que peles mais sensíveis apliquem o sabonete apenas na região da acne para evitar possíveis irritações.

O secativo de espinhas também é a saída certa para controlar o surgimento das acnes. “Após a limpeza da pele, passe o secativo sobre a área afetada. Faça uma massagem suave e deixe secar”, explica.

- Por Carol Gabriel