- Por Karina Hollo

Base: 3 motivos para você ter duas

Existem algumas razões para ter mais de uma base em seu nécessaire. Não desconfia o motivo? Vem descobrir

É só dar uma olhadinha na mala de um maquiador para encontrar no mínimo uma centena de bases. Isso acontece porque os make up artists precisam ser capazes de atender a uma ampla gama de tons e tipos de pele das suas clientes. Acredite, essa é uma ótima tática para a vida real, já que a nossa própria pele pode mudar de uma estação do ano para a outra – fica mais bronzeada no verão, mais seca no inverno… Mas antes comprar cinco novas bases, leia nossas dicas.

1 Encontrar o tom ideal nem sempre é fácil

Não, você não é a única que sofre na hora de encontrar o tom perfeito da base. Mesmo aplicando o produto no rosto, às vezes pinta aquela dúvida… “Sem falar que sua pele pode mudar de tom ao longo do ano, concorda?”, diz o maquiador Kaká Moraes. Nesse caso, ter duas tonalidades permite que você misture e combine ao longo do ano, para que você tenha uma mix quando estiver mais pálida e outra quando estiver mais bronzeada.

2 Você pode fazer o jogo de luz e sombra

Também conhecido como contorno, esse jogo de luz e sombra ressalta pontos fortes e esconde pontos fracos, emagrece o rosto… Interessada? “Se você gosta de contorno, ter duas bases pode ajudar muito. Você pode dar ao rosto mais dimensão, usando um tom mais claro no centro da face e um tom mais escuro para ressaltar a estrutura óssea de uma maneira natural”, diz Kaká.

3 Você pode criar sua “personal base”

Outra razão para ter duas bases é seu tipo de pele: ela pode ser delicada; estar mais seca em um dia, mais oleosa no outro. Esta dica é especialmente importante para quem tem pele mista. “Você usa uma base mate na zona T e uma mais iluminadora no restante do rosto”, fala Kaká. Ou dá para investir numa cobertura leve no rosto e usar uma base em bastão onde precisar de mais camadas.