- Por Grazi Massonetto com Karina Hollo

8 truques para disfarçar espinhas

Como disfarçar espinhas - Não tem jeito, às vezes elas insistem em aparecer. Mas calma, dá para esconder! Kaká Moraes ensina a disfarçar as indesejáveis espinhas.

Não tem jeito, às vezes elas insistem em aparecer. Mas calma, dá para esconder! Kaká Moraes mostra os truques.

Como acertar o tom certo do corretivo?

Depende sempre da base que você usa na região. “Gosto de usar dois tons de base, um claro e outro mais escuro, para fazer o contorno da face. Então, caso a espinha esteja na região do contorno, o corretivo deve ser mais escuro, acompanhando a base”, diz Kaká. Caso use apenas uma cor de base, a dica é básica: escolha aquele que tiver o tom mais próximo da sua pele, para o acabamento não ficar artificial.

Como escolher a cobertura correta?

Prefira os corretivos com textura mais densa, nem tão cremosos nem tão líquidos. Eles cobrem melhor as imperfeições. Kaká recomenda usar um primer antes para preparar a pele e fazer com que a make dure mais. Ah, e tudo aplicado com pincel. Isso mesmo, esqueça os dedinhos. Para a cobertura perfeita, é necessário o uso de pincéis. Só cuidado para não depositar muito produto na pele. Aqui, menos é mais.

O que vem primeiro: a base ou corrigir a espinha?

Kaká recomenda passar o corretivo primeiro. “Muitas mulheres usam só o corretivo ou só a base. Mas não adianta querer disfarçar tudo de uma vez”, alerta. Após o corretivo, o expert gosta de usar um pincel de fibras naturais ou ópticas para espalhar a base, por distribuir melhor o produto. Finalize com uma fina camada de pó, que dá uma disfarçada maior no volume e fixa a make.

O que você não deve fazer depois de cobrir a espinha?

Não passe o pincel com força e claro, não fique passando a mão em cima do local. Outra dica é tomar cuidado com a cor do blush e do pó. Neste caso, esqueça os bronzant, pois evidenciam ainda mais o volume e a coloração da espinha. Para retocar, utilize só a pontinha do pincel, com pouco pó.

Como fazer o disfarce durar?

Passe o primer antes de começar a cobrir as espinhas e opte por um corretivo mais denso, sempre utilizando o pincel. Na hora de escolher a base, prefira as sem óleo (oil-free), indicadas para pele oleosa e com tendência à acne. Elas controlam melhor a oleosidade, fazendo a make durar mais. Passar um pó translúcido para finalizar também ajuda a segurar o disfarce.

E se eu (ops!) apertei?

A dica dos dermatologistas é nunca, nunquinha apertar uma espinha. Kaká confirma que é mais fácil esconder uma espinha que está no seu auge do que aquelas já apertadas, que formam casquinhas. Caso o estrago já tenha sido feito, o corretivo precisará ter uma cobertura maior; e, na hora de passar o pó, use pouquíssimo produto para não ficar craquelado.

Por que não consigo esconder minha espinha?

Talvez você não esteja seguindo os passos de maneira correta. O corretivo ou a base sozinhos não resolvem o problema. Para conseguir disfarçar bem, você precisa seguir a ordem corretivo + base + pó, sempre usando um pincel adequado e pouca quantidade de produto. “Não adianta passar muito! É preciso passar do jeito certo”, revela Kaká.

As famosas estão sempre com a pele perfeita?

Assim como nós, as celebs também sofrem com essas chatas. Kaká conta que em um trabalho de com Adriane Galisteu, a gata estava com uma espinha perto da bochecha. “Com a agenda lotada, ela estava sem tempo de ir ao dermatologista. Acompanhei os três dias de gravação e, em todos eles, escondi a espinha com esses truques. Ficou imperceptível no vídeo!”, conta. Perder aquela festa por conta de uma espinha? Not you, love!