- Por Gui Takahashi

5 dicas para um cabelo loiro saudável

Transformar fios escuros em loiros pode até ser fácil. O complicado é fazer com que eles fiquem saudáveis e macios depois da química.

O sonho dourado de ter fios claros requer dedicação. E para saber o caminho das pedras para manter o cabelo saudável e, consequentemente, bonito, conversamos com o hair stylist especialista em loiras lindas: Romeu Felipe. Ele alerta que nos casos mais graves de danos pode-se levar até mais de um ano para resgatar completamente os fios. Assim, para que essa não seja você, abaixo estão as regras de Romeu:

1. Evitarás o alisamento

“As progressivas, botox, escovas definitivas são vilões porque formam um filme que impermeabiliza os fios. Isso faz com que a gente não consiga mais hidratar, tratar esse cabelo, uma vez que ele perde a capacidade de absorção de nutrientes. Por dentro, ele fica ressecado, sensibilizado, chega a ficar oco. Isso faz com que sofra muito com a química de descoloração e possa até quebrar”, alerta o expert.

2. Farás o teste de mechas

Caso você caia em tentação e não consiga mesmo viver sem alisar os fios, a recomendação de Romeu é sempre fazer um teste de mechas antes da química. Ele vai revelar se seu cabelo aguenta passar pelo processo sem se romper. Para isso, deve-se aplicar o produto alisante em uma pequena mecha, de preferência na parte de trás da cabeça, e fazer todo o procedimento de alisamento. Caso a mecha escolhida chegue ao final do processo sem se arrebentar, é sinal de que o cabelo está bem.

3. Não abandonarás o salão

Dizer adeus ao cabeleireiro e só visitá-lo novamente para o retoque da cor não é a melhor opção. “Fazer tratamentos à base de queratina, aminoácidos, para repor a proteína dos fios, quinzenalmente, especialmente no salão é muito importante. A diferença é que os tratamentos feitos por profissionais são mais intensos e, geralmente, mais longos e requerem vários passos”, diz o hair stylist.

4. Tratarás o cabelo em casa

Para manter os benefícios conquistados na cadeira do salão, é importante fazer a lição de casa e dar continuidade ao tratamento. “Recomendo ir revezando o uso de uma máscara de reconstrução com uma de nutrição para suprir as necessidades dos fios. E também finalizar sempre com leave-in nutritivo e um óleo para garantir maleabilidade e brilho”, conta Romeu. Segundo ele, com essa recomendação, você não corre o risco de deixar o cabelo rígido pelo excesso de ingredientes reconstrutores.

5. Serás comedida nos matizadores

Já na hora de manter o tom longe do amarelamento e da oxidação tão comum às loiras, Romeu fala: “Em casa, é bom usar um shampoo violeta suave. Mas não pode ser de cor muito intensa, como máscaras matizadoras. Elas têm pigmentos que depois são difíceis de serem eliminados na descoloração. Você pode usar uma vez por semana a linha Color Recharge, de Wella Professionals, que é suave e só para tirar aquele fundo oxidado. No salão, a cada 2 meses, tonalizar dá a cara de cabelo novo”.