- Por Karina Hollo

O erro que está arruinando sua unha

Será que o seu jeito de fazer as unhas é que acaba com a durabilidade do seu esmalte? Resolvemos investigar essa questão.

Brilho só

Brasileira aaama fazer as unhas. É compromisso semanal, incancelável. Mas bom mesmo é quando o esmalte dura até a próxima sessão, sem lascar ou descascar. Pois descobrimos um erro que pode estar arruinando a sua manicure.

Molha-molha

Estamos falando da prática de mergulhar as unhas no potinho com água, para amolecer a cutícula. Acontece que, alguns experts acreditam que isso é um erro (descubra outros 7 erros na hora de fazer as unhas), porque faz as unhas incharem. Aí, quando é aplicado o esmalte, elas ainda estão maiores e, quando secam, fazem a cor lascar. Será?

“Os salões e esmalterias vêm abolindo essa técnica mais por higiene. Porém, pode sim estragar a manicure se não for feita da maneira correta“, fala Solange.

Maria mole

Quando você mergulha as unhas, elas absorvem água e se expandem. “Por serem porosas, as unhas ficam inchadas e mais amolecidas (para quem tem as unhas muito duras e pretende cortá-las, deixá-las de molho na água morna facilita bastante o corte. Isso vale principalmente para as unhas dos pés)”, diz Solange.

Pintura prejudicada

Se você pinta as unhas ainda inchadas, isso pode comprometer a durabilidade do esmalte. “Para piorar a situação, às vezes as profissionais que usam essa técnica, antes de colocar as unhas na água, aplicam um creme. Então, além de inchadas, elas ficam hidratadas demais, fazendo com que o esmalte dure menos.

Uma dica para isso não acontecer é deixar de molho o menos possível e depois de remover as cutículas, passar uma lixa fina sobre as unhas”, aconselha.

Lasca certa

Você já pintou uma parede com umidade? Na hora, a tinta fica normal, porque ela seca primeiro que a parede, porém quando a parede seca, a tinta racha inteira, não é mesmo?

“O mesmo acontece com as unhas. Quando esmaltamos as unhas que ficaram muito tempo de molho, o esmalte secará mais rápido que as unhas e vai rachar quando estas secarem.”

Mergulho seguro

Imergir a ponta dos dedos em um pote pequeno de água morna pode até ser um procedimento seguro, desde que você não exceda 30 segundos.

“Quanto menos tempo deixar as unhas na água, melhor. Se ficar por mais do que um minutinho, a pele também absorve água e a gente não consegue saber o que é cutícula e o que é pele – o que aumenta o risco de cortes e machucados. Sem contar que quando essas cutículas secam por completo ficam lindas. Mas quando são molhadas novamente, no banho ou piscina, ficam horríveis, inchadas e picotadas”, alerta ela.

Alternativa moderna

Que tal usar esfoliante para eliminar peles mortas e deixar a região mais macia e, se não quer deixar as unhas de molho, passar cremes hidratantes ou emolientes próprios para cutículas? “O resultado será tão bom quanto deixar de molho”, finaliza Solange.