Esmaltes antialérgicos

Esmaltes antialérgicos: eles se livraram dos ingredientes químicos fortes que podiam causar alergias para não deixar você na mão. Saiba as diferenças desses esmaltes da nova geração.


Sem alergia

A gente sabe que pintar as unhas é um ritual semanal sagrado e uma obsessão feminina por aqui. Não à toa, a manicure à brasileira ficou mundialmente famosa. Bastam algumas pinceladas de esmalte para o visual ganhar aquele upgrade e você se sentir melhor, não é?

Porém, tem muita gente que não pode pintar as unhas com qualquer esmalte. A alergia às fórmulas é comum e os sintomas podem ser variados: irritação, inchaço, coceira, vermelhidão e até descamação nas pálpebras, nos lábios, no rosto, no queixo e no pescoço. São áreas sensíveis que, por terem contato com as mãos, têm essas reações.

Assim, muitas marcas começaram a retirar de seus esmaltes alguns componentes que possuem maior probabilidade de provocar alergias. Eles ficaram conhecidos como 3 free, 5 free ou 7 free. Os numerais fazem referência à quantidade de ingredientes alergênicos excluídos da fórmula.


3 free

Eles são livres de três substâncias: formaldeído, tolueno e DBP (dibutilftalato). A cosmetóloga Sônia Corazza explica a função de cada uma delas no esmalte: “O formaldeído, na alta concentração usada (cerca de 2%) age como endurecedor das resinas, melhorando a durabilidade e a fixação do esmalte nas unhas.

Já o tolueno é um solvente dos corantes da fórmula e acelera a secagem. O DBP é um plastificante, ou seja, ele dá flexibilidade ao esmalte evitando que a película formada descasque”. Apesar dessas funções todas, são ingredientes que podem causar sensibilidade na pele e nas mucosas.

Na Europa e nos Estados Unidos, a maioria das marcas já não usa mais o trio de componentes em suas formulações. Para a manicure Solange Peixoto, é possível encontrar esmaltes 3 free de qualidade e que não percam em brilho, cor e durabilidade mesmo tendo uma fórmula mais suave.


5 free

Além do trio de ingredientes mencionados, os esmaltes 5 free não contêm resina e cânfora. Ambas são responsáveis por aumentar a durabilidade das unhas pintadas.

Solange alerta: “Quem tem alergia não pode achar que basta passar uma base hipoalergênica. Se o esmalte não for, o simples contato de qualquer um dos produtos com a pele vai causar a reação alérgica”.


7 free

Os esmaltes 7 free são isentos de: formaldeído, tolueno, DBP, resinas, cânfora, parabenos e xileno. Na realidade, os parabenos são conservantes que já não eram usados nas formulações de esmaltes.

Porém, por serem disruptores hormonais com potencial de prejudicarem a saúde, muitas marcas divulgam serem isentos deles. “Já o xileno é um solvente derivado petroquímico que pode causar irritações em quem tem predisposição”, fala a expert em cosméticos.