nos-amamos patricia-nakahodo cuidados-para-pele materia 4 razões para usar retinol na pele Se você está em busca de uma solução para vários problemas, achou! Descubra tudo o que esse ativo faz de bom para sua pele. https://cdn.belezanaweb.com.br/image/upload/v1/loucas-por-beleza/images/4-razoes-para-usar-retinol-na-pele/materia_bg_1.jpg

Superpoderoso

Todo mundo adora um produtinho com várias funções em um só. Práticos, eles economizam um tempo danado, não? Bem, o retinol não é exatamente um produto, mas um ativo que você pode encontrar em cremes. Ele é um dos ingredientes usados há décadas em cosméticos, tornando-se um clássico consagrado. Com o poder de renovar e rejuvenescer a pele, ajuda no controle da oleosidade, da acne e na redução dos poros dilatados; ou seja, puro sucesso! No entanto, é importante não confundir o retinol com o ácido retinóico. Sim, eles são diferentes, como diz a dermatologista Patricia Nakahodo: "Apesar de ambos serem derivados da vitamina A, o retinol seria a forma estável do ativo, quase como um sal, enquanto o ácido retinóico tem a ação efetiva de um ácido".

Ele é uma arma antiacne

Se você sofre com a oleosidade excessiva e isso resulta em espinhas, o retinol pode ser seu aliado nessa luta. "O ativo desobstrui a pele, uma vez que esfolia os queratinócitos. Isso sem falar que também controla a produção de sebo", afirma a expert. Em outras palavras, uma vez que o retinol promove uma esfoliação superficial, ele mantém os poros desobstruídos para que você não sofra com a acne. Quanto ao poder de controlar o óleo, a médica exemplifica: "Uma medicação de uso sistêmico, derivado também da vitamina A é a isotretinoina, conhecida comercialmente como Roacutan".

Ele rejuvenesce

"O retinol estimula a renovação celular e a síntese de colágeno", diz a dermatologista. O resultado disso é pele renovada, mais uniforme, jovem e firme. Patricia ainda recomenda a formulação do ativo junto com ingredientes antioxidantes para potencializar o efeito anti-idade. Além do uso do retinol em cremes, é bom se lembrar de repô-lo também pela alimentação. Por ser um derivado da vitamina A, sua falta pode causar problemas como o ressecamento da pele e a queda de cabelo, além de efeitos em outros órgãos. Para fugir desses problemas, a médica indica uma dieta que conte com fígado, óleo de peixe, ovo cozido, cenoura, mamão, espinafre, tomate e couve manteiga.

Ele reduz poros

Outro benefício do retinol para quem tem a pele oleosa é a redução dos poros dilatados. "O ativo consegue acelerar a renovação das células, diminuindo seu tempo de eliminação", explica Nakahodo. Assim, a pele é esfoliada e os poros ficam desobstruídos, voltando ao seu tamanho normal. Além disso, o estímulo de colágeno também faz com que as paredes dos furinhos não se dilate com a flacidez.

Ele atenua manchas

Quem tem manchas no rosto pode se apaixonar pelo retinol. Poderoso, ele consegue até suavizar a aparência de partes escuras da pele. "Esse ingrediente promove a eliminação do pigmento das manchas junto com a esfoliação que proporciona", fala a médica. O cuidado básico recomendado pela dermato é sempre usar o protetor solar com o creme - no mínimo FPS 15. "Diferente do ácido retinóico, que deve ser usado só à noite e evitando a exposição ao sol; o retinol em sua forma estável, como o palmitato de retinol, pode ser usado em fórmulas diurnas sem problemas", conta.

MAIS DICAS DE BELEZA DOS NOSSOS EXPERTS