solucao-de-beleza ligia-kogos 2016-04-01 cuidados-para-pele materia 7 dúvidas sobre a espinha Ninguém merece passar nervoso com essa estraga-prazeres da pele perfeita. Descubra
o que pode ajudar ou atrapalhar no combate.
https://cdn.belezanaweb.com.br/image/upload/v1/loucas-por-beleza/images/7-duvidas-sobre-a-espinha/materia_bg_1.jpg

Dos nossos problemas de beleza, as espinhas são um dos que mais incomodam. Elas destroem qualquer make (nem sempre dá para esconder), incomodam, doem e, pior, às vezes deixam manchas. "As espinhas são o resultado de poros obstruídos por rolhas de queratina. A princípio, essa obstrução gera cravos, mas pode se contaminar por bactérias causando inflamação, com vermelhidão e pus, tornando-se espinhas", explica a dermatologista Ligia Kogos. Dá para tratar essas cicatrizes de acne e também prevenir o mal, controlando a oleosidade do rosto. Como o assunto ronda nosso dia a dia e até tira o sono, decidimos eliminar todas as suas dúvidas sobre o tema. Confira também os 10 mitos e verdades da espinha.

1 – A fronha pode influenciar o surgimento de espinhas?

Não. "De modo algum! O tecido da fronha não tem qualquer influência sobre as espinhas, já que elas aparecem devido ao aumento de secreção sebácea pelas glândulas da pele, por influência genético-hormonal e posterior contaminação por micro-organismos", diz a dermatologista.

2 – Franja é um bom truque para esconder?

Não. Apesar de esconder as espinhas na testa, a franja pode agravar o quadro, já que normalmente quem tem acne também tem cabelo oleoso. Com isso, a pele da região ficará ainda mais oleosa. "Se quiser usar a graciosa franjinha, é preciso caprichar na limpeza da pele com adstringente de manhã e à noite", aconselha Ligia.

3 – Stress dá espinha?

Sim. O stress faz com que haja picos de produção de um hormônio chamado ACTH , que aumenta o metabolismo das glândulas, inclusive as da pele, fazendo com que produzam mais gordura.

4 – O sol pode ajudar a melhorar a aparência das espinhas?

Depende. "O sol, por seu efeito antiiinflamatório, pode melhorar inicialmente quadros muito exuberantes de acne, secando e desinflamando nódulos e espinhas grandes e doloridas", explica. Mas, o excesso de exposição solar pode diminuir a imunidade local da pele e, com isso, gerar a chamada acne solar: espinhas pequenas espalhadas especialmente no colo, ombros e alto das costas por proliferação de outros micro-organismos.

5 – Devo usar filtro solar mesmo quando estiver cheia de espinhas?

Sim. O filtro deve ser usado todos os dias, sem exceção. "Basta ter cuidado para não usar produtos oleosos demais. Hoje em dia há muitas opções disponíveis no mercado, com toque seco, livres de óleo, que se adaptam perfeitamente mesmo às peles mais oleosas", diz Ligia.

6 – Espinha é hereditária?

Sim. Há um componente genético importante. "A criança pode herdar receptores periféricos na pele ávidos por hormônios dos pais ou de antepassados mais distantes. Esses hormônios, produzidos a partir da adolescência, circulantes no sangue, serão captados por esses receptores e estimularão o crescimento das glândulas sebáceas, que podem gerar acne de diferentes graus de intensidade", esclarece Ligia.

7 – Lavar o rosto várias vezes ao dia ajuda?

Não. O prático e ideal é que se lave o rosto de manhã e à noite, com produtos adequados para controlar a oleosidade. Procure por sabonetes à base de enxofre, ácido salicílico e loções adstringentes que libertem os poros das impurezas, contendo ativos como ácido glicólico, ácido salicílico, resorcina e até antibióticos, como a clindamicina.

MAIS DICAS DE BELEZA DOS NOSSOS EXPERTS