materia Mitos e verdades sobre a depilação a laser Quer exibir pernas sem se preocupar com pelos? Tire suas dúvidas sobre a solução permanente para essa questão feminina.


Antes de fechar um pacote de sessões de depilação a laser, seja nas axilas, pernas, rosto... todo mundo quer saber se dói, se tem que deixar o pelo crescer, se vai chegar um dia em que não vai haver nem mais um fiozinho sequer… A seguir, a expert Karla Assed tira suas dúvidas, esclarece mitos e verdades sobre a depilação perfeita.


Novidades

Entre os novos aparelhos de depilação a laser está o Laser a Vácuo, que tem um equipamento acoplado à ponteira do laser que suga a pele, antes do disparo. Assim, o procedimento dói menos porque aproxima o pelo do alvo, e precisa de menos energia para ter um resultado bacana. Chegou também o Fotoacústico, que em vez de produzir calor no pelo faz um efeito de rompimento de células – lesando as células que poderiam regenerar o fio para que ele não volte mais.

Para bronzeadas

Outra novidade de depilação a laser é o Laser LightSheer Duet, projetado para remover os pelos indesejados de forma definitiva e segura. Indicado para todos os tipos de pele, inclusive bronzeadas e negras, seu laser produz um feixe de luz altamente concentrada. A luz emitida é absorvida pelo pigmento (melanina) localizado nos folículos pilosos. Durante o procedimento, a ponteira do laser resfriada pulsa por uma fração de segundo, provocando o aquecimento da raiz do pelo, interrompendo sua função de crescimento.


Verdade: Pelos loiros ou claros não são removidos
"É verdade que o pelo loiro e claro tem uma menor concentração de pigmento de melanina - que é o alvo do laser", fala Karla. "Mas existem lasers de última geração capazes de eliminar os fios claros."

Mito: Não dá para fazer depilação a laser no verão
Ela pode ser feita ao longo do ano, desde que você tome cuidado especial com pele bronzeada. "Há laser que já pode ser usado nesse tipo de pele. Como os intervalos entre as sessões são entre 2 e 3 meses é recomendado fazer uma sessão antes do verão e uma depois, quando o bronzeado já se foi", fala a dermato.

Mito: É melhor evitar tomar sol depois da sessão
Você pode tomar sol sim, mas como a pele vai estar mais sensível, recomenda-se a cautela e o uso de protetor solar fator 50 ou mais. "Porém, se a sua pele é vermelha ou sensível, é recomendado esperar pelo menos 15 dias, e depois tomar sol gradualmente durante curtos períodos de tempo e com alta proteção solar", aconselha ela. Além disso, vale usar produtos menos agressivos na área.


Verdade: Tem que deixar o pelo crescer entre as sessões
Melhor evitar depilação a laser, uso de pinças e químicas entre 10 e 15 dias antes da sessão, mas é recomendado usar lâmina para evitar aquele cheiro de fio queimado.

Mito: Com o tempo o pelo volta a crescer
"No corpo, não. Mas no rosto, devido à estimulação hormonal, volta a crescer um pouco de pelo, em uma quantidade e espessura muito menores. O fato é que somos capazes de produzir pelos novos para o resto da vida, porque somos portadores de milhões de folículos pilosos na área do rosto, que podem ser ativados, ou não, ao longo dos anos", explica Karla.

Mito: Três ou quatro sessões são suficientes
Não tem como prever quantas sessões vão ser necessárias. Depende muito da área, do tom de pele e da espessura e cor do pelo. "Existem áreas que respondem melhor do que outras, como braços e pernas. Normalmente, por sessão, são destruídos até 20% dos pelos."

MAIS DICAS DE BELEZA DOS NOSSOS EXPERTS