solucao-de-beleza 2016-03-03 cabelos materia Alimentos bons para o cabelo O combo ideal para ter um cabelo de dar inveja é dieta saudável e cosméticos bons. Descubra os nutrientes necessários. https://cdn.belezanaweb.com.br/image/upload/v1/loucas-por-beleza/images/alimentos-bons-para-o-cabelo/materia_bg_1.jpg

Se mesmo com todo o cuidado os fios andam sem brilho ou caindo, é hora de o profissional orientar a cliente a procurar um nutricionista. Uma dieta adequada aliada a produtos de tratamento pode ser a solução para deixar seus cabelos deslumbrantes.

A beleza e a saúde do cabelo estão relacionadas à quantidade de nutrientes e água presentes no fio. Na falta deles, as cutículas ficam abertas, causando descamações, perda de brilho e pontas duplas. O cabelo se "alimenta" de duas maneiras: a primeira é pelo que se come e a segunda pela via tópica, por meio de produtos como shampoo, condicionador, máscaras e cremes.

Isso é possível porque a pele que recobre a cabeça é diferente da do resto do corpo: além de fina e repleta de folículos pilosos, ela não tem uma camada protetora de gordura, colágeno e elastina. "Como é uma área bastante vascularizada, tudo o que for aplicado ali entra na circulação sangüínea e chega à raiz do cabelo, alimentando-o", explica a engenheira química e cosmetóloga Sônia Corazza, de São Paulo. "Os cosméticos modernos têm múltiplas funções: ajudam na regeneração do fio, aumentam a retenção de água, melhoram a irrigação sangüínea e a oxigenação celular no couro cabeludo." Bons produtos são os que contêm vitaminas, sais minerais e fitoativos necessários.

Um cabelo que cai...

Qual o papel da cabeleira? "Se imaginarmos o corpo como uma máquina inteligente, o cabelo não tem função, já que não faz parte de nenhum processo fisiológico. Assim, toda vez que o organismo precisar de um nutriente e este estiver em falta, ou em pequena quantidade, os fios vão sofrer as conseqüências", explica Valcinir Bedin, especialista em Nutrologia pela Associação Médica Brasileira (AMB).

Recentemente, os cientistas fizeram duas descobertas sobre a queda. A primeira é que o ferro é muito importante no crescimento do cabelo e que as mulheres precisam ter uma reserva maior do que os homens para que esse mineral vá parar nos fios. "A mulher pode ter um nível de ferro adequado para evitar a anemia, mas insuficiente para alimentar a raiz do cabelo. Daí a queda ou a interrupção do crescimento", explica o dermatologista. Por isso, é importante que o médico faça uma avaliação e solicite exames detalhados antes de determinar a causa e o melhor tratamento.

Outro dado importante é em relação ao ácido fólico e aos folatos, utilizados com frequência no tratamento da queda. Descobriu-se que, em doses maiores do que as necessárias, esses elementos impedem que outros nutrientes entrem na raiz do cabelo, obstruindo o seu crescimento em vez de estimulá-lo. Portanto, exagerar nos suplementos está fora de questão.

São três as categorias de alimentos que não podem faltar no seu prato e nos seus produtos para cabelo: minerais, vitaminas e fitoativos. Eles combatem a queda, fortalecem o cabelo, melhoram a elasticidade dos fios e aumentam a expectativa de vida das células que compõem a fibra capilar.

Vitaminas

São substâncias capazes de nutrir profundamente o fio, potencializar o crescimento e combater a ação dos radicais livres, responsáveis pela perda do viço. A falta delas deixa o cabelo fraco, além de provocar problemas, como a queda.

Vitamina A e carotenóides
Interrompem a degeneração das células capilares causada pela oxidação; controlam a produção sebácea, reduzindo a oleosidade excessiva do couro cabeludo; melhoram a elasticidade do fio e regulam a multiplicação celular. Onde encontrar: fígado, ovos, leite integral e derivados, manteiga, algas, frutas e vegetais amarelos, laranjas e verde-escuros, como batata-doce, espinafre, brócolis, abóbora, pêssego, damasco, manga, melão, papaia, cenoura, couve, salsa, cebolinha e espinafre.

Pró-vitamina B5 (pantenol ou ácido pantotênico)
Quando aplicada topicamente, penetra rapidamente na raiz e no corpo do cabelo. Consegue encorpar o fio em até 10% do seu diâmetro normal. O tratamento com pantenol também reduz a queda de cabelo e acelera o seu crescimento. Onde encontrar: miúdos, gema de ovo, levedo de cerveja, leguminosas, salmão, grãos integrais, gérmen de trigo.

Vitamina E Ação anti-radicais livres; previne danos celulares decorrentes dos raios UV e do envelhecimento; melhora a microcirculação do couro cabeludo; protege de gorduras oxidáveis. Onde encontrar: óleos vegetais prensados a frio (azeite, por exemplo), ovos, gérmen de trigo, miúdos, vegetais folhosos, abacate, manteiga.

Vitamina F (ácidos graxos essenciais) Sua carência causa a desorganização no processo de queratinização do couro cabeludo, propiciando o aparecimento da caspa e deixando o fio mais fino e frágil. Onde encontrar: óleos vegetais, sementes oleaginosas, semente de linhaça, peixes gordos, como salmão, cavala, atum e sardinha.

Vitamina H (biotina) Vitamina hidrossolúvel, faz parte da família do complexo B. É um nutriente essencial para o crescimento das células, sua carência altera o ciclo capilar, aumentando o tempo de queda. Onde encontrar: gema de ovo, fígado, arroz integral, levedo de cerveja, leguminosas, sardinhas, grãos integrais.

Fitoativos

Ricos em ácido oléico, linoléico e fonte protéica. Emolientes, restauram a emulsão protetora do fio, garantindo sua penteabilidade e a homogeneidade.

Principais caracteristicas: Ricos em flavonóides, carotenóides, ácidos graxos essenciais, minerais e vitaminas – ação antioxidante, nutritiva e regeneradora.

Onde encontrar: óleo de pêssego, óleo de amêndoas, extrato de oliva, extrato de grapefruit, extrato de folha de uva.

Minerais

Eles ajudam a agrupar, construir e aproveitar melhor as proteínas, responsáveis pela formação e o preenchimento da estrutura do fio. Sua falta deixa o cabelo mais fino e frágil. Por isso, a remineralização da fibra capilar é essencial para deixar as madeixas mais bonitas.

Sódio
Também ajuda no equilíbrio da água no fio de cabelo. Onde encontrar: frutos do mar, sal, shoyo, aipo, tomate, alimentos processados.

Magnésio
Gera energia na célula e é vital para a renovação celular. Onde encontrar: frutos do mar, grãos integrais, vegetais verde-escuros, melado de cana, sementes oleaginosas, abacate, melão, abacaxi, banana.

Enxofre
Mineral essencial para a formação de queratina, a proteína que estrutura e encorpa o cabelo. Onde encontrar: pimentão vermelho, alho, cebola, ovos, peixe, carne, repolho, couve de bruxelas, raiz forte.

Zinco
Fundamental para a síntese de proteínas (lembre-se de que 98% do fio de cabelo é formado por proteínas). Onde encontrar: frutos do mar, ostras, sementes oleaginosas (de abóbora e girassol), carne, miúdos, peru, cogumelos, ovos, gérmen de trigo, levedo de cerveja.

Potássio
Controla o equilíbrio hídrico (quantidade de água) na haste capilar. Hidratado, o cabelo fica mais flexível e fácil de pentear. Onde encontrar: carnes magras, vegetais, semente de girassol, leguminosas, grãos integrais, frutas secas.

Cálcio
A baixa quantidade dele no organismo faz com que o cabelo fique frágil e quebradiço. Contribui para o metabolismo do ferro e vitaminas vitais no crescimento dos fios; sua ação também é essencial para a formação das proteínas do cabelo. Onde encontrar: leite e derivados, vegetais verde-escuros, melado de cana, algas, quiabo.

MAIS DICAS DE BELEZA DOS NOSSOS EXPERTS